quinta-feira, 29 de junho de 2017

Mulher é morta a facadas em São Cristóvão e marido é o principal suspeito


Mulher é morta a facadas em São Cristóvão; principal suspeito, marido é espancado (Foto: Reprodução)

Marlene Rodrigues Moura, 62 anos, foi assassinada a facadas dentro da própria casa, em São Cristóvão. O crime aconteceu nesta quinta-feira (29) e o principal suspeito é o marido dela, José Amadeu dos Santos. O crime aconteceu na Travessa São José, no antigo final de linha do bairro.
Segundo a Central de Polícia, Marlene foi esfaqueada diversas vezes e foi socorrida por moradores para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos e chegou ao local sem vida. Revoltados, moradores espancaram José. Ele foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE). O estado de saúde dele não foi divulgado. 
No sábado (24), a aposentada Vanucia dos Santos, 48, também morreu depois ser esfaqueada dentro de casa pelo companheiro, o mecânico José Cosme Alves de Brito, 51, que foi espancado por populares após o crime. O caso aconteceu em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. 
Vanucia, que era deficiente física, foi socorrida pelo filho para o Hospital Menandro de Faria, mas não resistiu aos ferimentos. José foi levado por uma equipe da Polícia Militar para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região e depois transferido para o HGE, onde está custodiado.
Preocupação nacional
O assassinato de Marlene aconteceu dois dias depois da secretária estadual de Política para as Mulheres, Julieta Palmeira, visitar duas delegacias na Região Metropolitana de Salvador. O objetivo da visita foi acompanhar o andamento das investigações de dois casos recentes de feminicídios. Ela contou que na Bahia o número desse tipo de ocorrência está acima da média nacional.
Foram visitadas a 27ª Delegacia (Itinga) e a 22ª Delegacia (Simões Filho). Em Lauro de Freitas, a secretária está acompanhando a investigação da morte de Vanúsia, enquanto em Simões Filho ela tratou do assassinato de Daniela Santos Melo, 26. Ela foi morta no mesmo dia que Vanucia, com um tiro no peito, dentro de casa. Segundo testemunhas, o crime foi cometido pelo companheiro da vítima, que fugiu no mesmo dia. 
Na sexta-feira (16), A baiana de acarajé Jussara de Oliveira, 36 anos, e os filhos Felipe de Oliveira, 20, e Ângela de Oliveira, 16, foram encontrados mortos na casa em que moravam há 15 dias, na Rua Jardim Talismã, com marcas de perfuração. Segundo a polícia, o principal suspeito do crime é o companheiro de Jussara, conhecido como Alexandre. Ele está desaparecido.
A secretária pretende se encontrar com a desembargadora Nágila Brito para acompanhar o andamento de mais um caso: a morte da pedagoga Helen Moreira, 28 anos. Ela foi assassinada na sexta-feira (9), em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. A polícia informou que o principal suspeito é o marido dela Ângelo Silva de Souza, 25, e que a motivação foi ciúmes.
Correioa

tags

0 comentários:

Postar um comentário