sábado, 22 de julho de 2017

Gov. Mangabeira: Município recebe a visita de representantes do FPI



Na manhã desta quinta-feira (20), o município recebeu a visita de representantes da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). O programa, de caráter educativo e preventivo, reúne diversos órgãos federais e estaduais de fiscalização ambiental, além do Ministério Público. O objetivo principal é melhorar a qualidade ambiental dos recursos naturais e a qualidade de vida da população, através de ações integradas de conservação e revitalização de bacias hidrográficas. Nesta operação, estão sendo visitados os 11 municípios que compõem a região do Baixo Paraguaçu, entre os quais está incluída a nossa cidade.
Durante a visita, os representantes do FPI se reuniram com o prefeito Marcelo Pedreira e logo após foram a campo, acompanhados pelo secretário de Meio Ambiente e Juventude, Derlan Queiroz. Foram visitadas áreas de impacto ambiental, como o lixão clandestino deixado pela gestão anterior, que muito preocupa as autoridades locais, além de colhidas amostras de água de diversos pontos cidade para análise.
A partir do que foi constatado pela equipe do FPI, será elaborado um relatório com o diagnóstico das situações de degradação e sugestões para solucionar os possíveis problemas encontrados. “Encaminharemos esse relatório pra o Ministério Público, que vai observar dentro das informações fornecidas, o dano e as sugestões de melhorias. Com base nessas recomendações, o Ministério vai chamar os entes responsáveis, sejam eles privados ou públicos, e ver o que se pode fazer pra resolver, mitigar controlar ou recuperar o dano”, disse Armando Farias, representante da DIVISA.
Este relatório também serve como referência para elaboração de políticas públicas na área ambiental. “Um fato que nos orgulha muito é que boa parte dos esgotamentos sanitários que foram destinados nos PAC 1 e 2 na Bacia do São Francisco é resultado do nosso trabalho”, completou Diógenes Farias, do CREA/BA. Ele contou ainda que, como é o Ministério Público que coordena as ações, caberá a ele também tomar as medidas adequadas, como determinar punições, caso os danos persistam.
Participaram ainda da operação os representantes da FUNASA Kátia Orrico e Hamilton Marques e policiais ambientais.
FN

tags

0 comentários:

Postar um comentário