sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ilhéus: polícia conclui que grávida não esperava gêmeos, mas apenas um bebê



O inquérito policial que apurou a denúncia da dona de casa Cleidiane Silva dos Santos, que disse que estava grávida de gêmeos, mas que recebeu apenas um bebê após o parto, em Ilhéus, no sul da Bahia, apontou que não houve gestação de gêmeos. As investigações foram conduzidas pelo delegado Evy Paternostro. O inquérito foi concluído na quarta-feira (26) e o documento foi encaminhado ao Ministério Público do Estado (MP-BA).
Ao G1, Paternostro afirmou que não havia vestígio de nenhuma outra placenta reduzida após a retirada do feto, o que poderia entrar como características da transfusão neofetal, quando um dos fetos não se desenvolve. Segundo o delegado, a constatação foi feita pela equipe médica que realizou o parto, e avisou à mãe que só tinha um bebê. "Na cavidade uterina só tinha uma única placenta, um único feto e um único cordão umbilical", disse o delegado.
Ainda de acordo com o delegado, após o parto, Cleidiane ficou inconformada com a notícia de que só estava grávida de um bebê. Durante as investigações, o médico que fez a ultrassom que apontava a gestação de gêmeos, admitiu à polícia que pode ter errado no laudo do exame. "Quando ela deu entrada na unidade de saúde, disse que estava grávida de gêmeos, levando a última ultrassom da clínica. A equipe multidisciplinar do hospital preparou o centro cirúrgico para um parto gemelar, o que não aconteceu. Então, a enfermeira tomou a iniciativa de tirar uma foto da placenta para mostrar a mulher, enquanto o médico procurava vestígios de outra criança. A foto foi anexada ao inquérito", relatou.
Fonte: Bocão News

tags

0 comentários:

Postar um comentário