sábado, 23 de setembro de 2017

Após quatro dias, ônibus voltam a circular no Nordeste de Amaralina



Desde a última terça-feira (19) as cerca de 70 mil moradores do Complexo do Nordeste de Amaralina estavam convivendo sem a
circulação dos ônibus nas ruas internas dos bairros do Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas. A situação mudou na manhã deste sábado (23) quando os rodoviários decidiram voltar a entrar nos finais de linha das localidades. 
"Esses últimos dias foram horríveis, muito ruins. Tínhamos que andar o Vale inteiro para pegar ônibus no Rio Vermelho. Além de
demorar muito, era cansativo", diz a supervisora de loja Iranilde Silva, 34 anos, que mora no bairro da Santa Cruz. Os rodoviários alteraram os roteiros das linhas de ônibus em função da situação de violência.
Desde terça-feira (19) Cinco pessoas morreram em confrontos com a polícia na região. Além disso, forças especiais da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) ocuparam a região na quinta-feira (21). 
"O pior era a falta de segurança, a sensação de medo o tempo todo. Estas coisas estão acontecendo com frequência, ficamos
assustados. Passamos por muitos transtornos nestes dias. Teve gente que abandonou o trabalho porque saíam muito cedo e não
encontravam ônibus", afirma a vendedora Dalva Mascarenhas, 32. 
O diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Daniel Mota, informou que diariamente 83 ônibus circulam nos três bairros com 320 rodoviários trabalhando. "Recuamos esses dias por conta da violência, mas hoje voltamos por que as forças de segurança estavam mais fortes. Temos a resposabilidade social de transportar as pessoas, mas precisamos pensar na segurança dos rodoviários também. Caso não esteja seguro vamos retroceder, mas se continuar tudo calmo o funcionamento das linhas seguriá normal", afirmou. 
Em nota, a Polícia Militar informou que o policiamento na região dos bairros do Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas segue reforçado pelas  Guarnições da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) do Batalhão de Choque, da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Atlântico, da Operação Gêmeos, do policiamento ordinário e do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 40ª CIPM. Não houve prisões nem apreensões nessas localidades neste sábado (23).
Correios 24 horas

tags

0 comentários:

Postar um comentário