quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Brasileiras tomam anticoncepcional de forma errada, diz estudo



Um estudo realizado pela Bayer em 2016 acompanhou jovens que fazem o uso de anticoncepcionais em nove países: Alemanha, Bélgica, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França, Irlanda Itália e México. A empresa contou com o apoio do Departamento de Ginecologia da Escola Paulista de Medicina na UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), para realizar a pesquisa no Brasil. Segundo o levantamento, as brasileiras são as que mais se esquecem de tomar a pílula. A média mundial de esquecimento ficou em torno de 39%, enquanto no Brasil, 58% das mulheres que apontam que o esquecimento acontece pelo menos uma vez no último mês, e 89% contam que o mesmo aconteceu no último ano.
De acordo com o site Catraca Livre, um problema que favorece o esquecimento e também diminui a eficácia da prevenção de gravidez é não tomar o medicamento em horários regulares. 58% das jovens disseram que tomam a pílula em horários diferentes e 40% não achava que esse cuidado era necessário.
Outro dado preocupante é que boa parte das mulheres (em todos os países pesquisados), deixa de usar preservativos quando começam a tomar pílula, não levando em conta que somente a camisinha oferece proteção contra DSTs. Segundo os dados, apenas 6% das brasileiras combinam os dois métodos anticoncepcionais.(BNotícias)

tags

0 comentários:

Postar um comentário