quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Criança estuprada e mantida em ‘casamento’ por 15 dias terá acompanhamento psicológico



A menina de onze anos que foi estuprada por um homem de 28, em um povoado de Laje, a cerca de 237 Km de Salvador, terá acompanhamento psicológico, segundo informou o Delegado Adilson Freitas, substituto na Delegacia de Varzedo, quem acompanha o caso.
Gilvandro Silva dos Santos, mais conhecido como ‘Vando’, manteve relações sexuais com a criança por aproximadamente 15 dias, período em que a ‘ tratou como esposa’, em sua casa, no povoado. Ele a conheceu em Varzedo, a cerca de 20 Km de onde morava, e a aliciou oferecendo um celular.
Preocupada com o desaparecimento da filha, a mãe da garota procurou a Delegacia de Varzedo, em um primeiro momento, para registro da ocorrência. Depois, ela informou que a menina teria sido levada por Gilvandro. O delegado acredita que a informação foi passada à mãe por testemunhas.
Com a denúncia, equipes das polícias Civil e Militar chegaram à casa do suspeito, onde também encontraram um simulacro de arma de fogo e uma motocicleta com chassi raspado. A polícia também investiga se Gilvandro tem envolvimento em assaltos na região.
Ao Aratu Online, o Delegado Adilson Freitas disse que a menina está traumatizada e se comunicou apenas por escrito. Ela será acompanhada por psicólogos e assistentes sociais.
Gilvandro Silva dos Santos vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável, receptação e adulteração de sinal de veículo automotor. Ele está preso e à disposição da Justiça.

Fonte: Aratu Noticias 

tags

0 comentários:

Postar um comentário