sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Forças Armadas atuarão na Rocinha após pedido de governador do Rio


[Forças Armadas atuarão na Rocinha após pedido de governador do Rio]

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o secretário estadual de Segurança, Roberto Sá, pediram apoio das Forças Armadas ao Comando Militar do Leste (CML) para atuarem na Rocinha, após o clima de guerra voltar a tomar conta da favela. 
Segundo informações do jornal O Globo, a autorização para a atuação do Exército já foi dada. Pezão acredita que cerco à comunidade na Zona Sul, deve acontecer nas próximas horas.
Representantes do governo estadual e do CML já estão reunidos para discutir em detalhes como será a atuação das Forças Armadas na comunidade.
A violência explodiu na Rocinha por volta das 9h30 desta sexta. Desde então, um intenso tiroteio ocorre na favela. Um morador ficou ferido e foi levado para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea. Não há informações sobre seu estado de saúde. A base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rua 2 foi atacada a tiros por volta das 11h30.
Um morador contou ao jornal que bandidos tentam atear fogo a ônibus e vans. Segundo ele, há vários pontos de incêndio na favela.

tags

0 comentários:

Postar um comentário