quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Garoto de 15 anos matou tenente da PM em Osasco


Garoto de 15 anos matou tenente da PM em Osasco

Policiais da Rota – a tropa de elite da Polícia Militar – prenderam na manhã desta terça-feira, Morro do Socó, na Zona Norte de Osasco, três suspeitos de terem participado da morte do tenente da Polícia Militar Marcos Rogério Okada Veiros. Dentre eles, um adolescente de 15 anos, que efetuou o disparo.
O PM foi morto com um tiro na cabeça durante tentativa de assalto, na noite de domingo. Ele havia acabado de sair do 42º Batalhão da PM, unidade da qual era comandante de Força Patrulha, e estava à paisana em sua moto, quando foi abordado por dois ladrões, também em uma motocicleta, no cruzamento das avenidas Lourenço Belloli e Presidente Médici, a 700 metros do quartel. Eles anunciaram o assalto e, logo na sequência, o garupa atirou contra a vítima, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Já a dupla fugiu.
Desde então, a polícia estava no encalço dos suspeitos. Uma das pistas era o apelido de um dos ladrões: “Cabeça de Ovo”. Na madrugada desta terça-feira, ele foi localizado no Morro do Socó por uma equipe da Rota, em operação comandada pelo tenente Miranda. Após ser localizado, ele confessou o crime e disse que o objetivo era roubar a moto da vítima. Disse ainda que contou com a parceria do menor Rian, de 15 anos, que também foi preso e confessou ter sido o autor do disparo. O terceiro preso, conhecido como Allan, foi o rapaz que emprestou a arma para o crime. E, agora, a polícia busca um quarto suspeito, que teria emprestado a moto usada pela dupla.
“Eles já vinham roubando motos em toda a região e saíram para cometer mais um crime. Ao cruzarem com o tenente Okada, deram meia volta e ficaram de frente para ele. O garupa anunciou o assalto e disse que ele fez menção de pegar a arma, por isso atirou. Mas não acredito nessa versão, porque não houve tempo hábil para que o policial tivesse essa reação”, explica o delegado Leo Salém Ribeiro, titular do 10º DP, que comanda as investigações.
A arma usada no crime, uma Taurus de numeração raspada, também foi apreendida. “Ela está em péssimo estado. Só seria possível dar um tiro com ela. Mas esse foi o tiro que, infelizmente, matou a vítima”, completa o delegado.
Ele afirmou ainda que “Cabeça de Ovo” não demonstrou qualquer arrependimento quanto ao crime. “Ele já tinha passagens anteriores pela polícia, por receptação, e estava envolvido com roubo de motos. A única coisa que demostrou foi medo de continuar nas ruas e ser morto”, acrescenta Ribeiro.

tags

0 comentários:

Postar um comentário