quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Jovem nordestina descobre gravidez ao dar à luz dentro de ônibus: “achei que era cólica”



Quando você pensa que já viu de tudo nesse mundo, sempre surge algo ainda mais surpreendente. Uma jovem descobriu que estava grávida ao dar à luz dentro de um ônibus na tarde desta quarta-feira (06), em Fortaleza, no Ceará. Carla de Oliveira, de 21 anos, já é mãe de uma menina de 5. Ela voltava do trabalho quando sentiu fortes dores na barriga e decidiu descer próximo a um hospital. No entanto, as dores começaram a ficar piores e a jovem pediu ajuda aos passageiros.
Quando chegaram na Avenida Francisco Sá, por volta das 10h, a gestante deu à luz a criança. Ela foi assistida pelo cobrador e por passageiros dentro do coletivo.
— Eu achei que estava com cólica forte. Estava sozinha, senti as dores fortes e ia descer perto do hospital. Quando eu me sentei, percebi que minha barriga ficou maior e a dor piorou. Quando fui me ajeitar no banco, vi que a criança estava saindo — contou Carla.
O motorista correu até o Pronto Socorro Infantil SOPAI para solicitar ajuda. A recepcionista do local, Raíssa Carvalho, foi uma das pessoas que auxiliou a mamãe.
— O motorista chegou correndo e chamando a gente. Avisei à Dra. Lúcia, e corremos para o local. Quando chegamos, ela já tinha dado à luz. A doutora ajudou a limpar o neném e a tirar a placenta. Eu ajudei com os instrumentos. Foi lindo, e eu me emocionei em poder ajudar. Graças a Deus mãe e bebê passam bem — disse.
Carla afirmou ainda estar em choque, mas muito feliz com o bebê, que deverá se chamar Davi.
— Estou feliz, mas ainda estou tentando digerir. Estou em choque. O pai do meu filho sou eu também. Liguei para minha mãe e contei e ela foi quem contou para minha filha que ela ganhou um irmãozinho. Estou tentando até agora entender como não percebi a gravidez — disse. Carla suspeitava de um cisto por causa do inchaço abdominal e estava com consulta marcada para os próximos dias em um Clínico Geral.
— Cheguei a marcar o médico no posto porque achei que pudesse estar com algum problema. Eu já tinha percebido um inchaço, mas não era uma barriga de grávida. Já estive grávida e sabia como era. As pessoas estavam me falando “sua barriga está inchada”, “vai procurar um médico”, mas não achei que fosse nada demais. Minha menstruação só foi interrompida recentemente e, quando fiz o teste, deu negativo — disse.
Apesar do susto, mãe e bebê passam bem. Ambos estão internados no Hospital Distrital Gonzaga Mota, onde permanecem sob observação.
— Estou aguardando os resultados dele, mas sei que está bem. Nós dois estamos. Minha mãe virá para nos ver. Agora está nas mãos de Deus. Ele é muito bem-vindo — disse. (Com informações do EXTRA)

tags

0 comentários:

Postar um comentário