segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Vereador que atropelou e matou pedestre no Vale do Sol ainda não se apresentou à polícia



A Polícia Civil continua realizando buscas na tentativa localizar o motorista da camionete Amarok, prata, de placas QET- 5899, Belém (PA), que atropelou e matou o pedestre identificado como Fernando Pereira dos Santos, 19, anos de idade, que residia na Travessa Nicodemos, número 370, bairro Betânia.
De acordo com informações repassadas à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar pelo Delegado de Polícia Civil José Aquino, o condutor da camionete era o vereador João Assi, conhecido como “João do Feijão”.
O acidente aconteceu por volta das 18h30, do último sábado,16, quando a vítima caminhava pela Avenida Jamaica, bairro Vale do Sol, vindo de um campo de futebol, instante em que foi atropelada. Segundo informações ainda não confirmadas através de exames, que estão sendo apuradas pela equipe do delegado José Aquino, que esteve no local do sinistro, o vereador que ainda chegou a ser seguido por testemunhas, segundo os populares, estava supostamente embriagado, fugindo do local sem prestar socorro a vítima, com medo de ser linchado.
                 
A suposta informação de que João do Feijão tinha consumido bebida alcoólica não pôde ser confirmada, afinal, ele não ficou no local do acidente e até o fechamento desta matéria não tinha se apresentado à delegacia para que os procedimentos legais fossem feitos pelas autoridades.
Ainda de acordo com testemunhas que presenciaram o acidente com vítima fatal, após atropelar o homem, João do Feijão teria trancado o veículo e se evadido do local na garupa de uma moto que na oportunidade teria sido pilotada por uma mulher não identificada.
A polícia e o IML foram acionados e depois dos levantamentos de praxe o corpo de Fernando Pereira foi removido e em caminhado para exame de necropsia no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Marabá.
Após a remoção do corpo da vítima, o local ficou tenso, sendo que populares ficaram revoltados e tentaram atear fogo na camionete Amarok, ato impedido pela polícia, que de imediato chamou um guincho, levando o veículo para o pátio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas.
De acordo com o delegado plantonista José Aquino, após ser informado do acidente ele e equipe juntamente com uma guarnição da Polícia Militar se dirigiram ao local, onde nas primeiras informações a polícia chegou ao autor do crime. “A polícia já chegou ao autor do atropelamento, trata-se do homem identificado por João do Feijão, vereador aqui no município. Iremos o qualificar e posteriormente tombar o inquérito para que o caso seja encaminhado para a Justiça”, relatou o policial.
Logo que o caso se espalhou nas redes sociais, pelo menos quatro advogados procuraram a delegacia para se informar quanto aos procedimentos.
Na manhã deste domingo (17), a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar voltou a falar com o delegado José Aquino, para ter informações se João do Feijão teria se apresentado à delegacia ou não, porém, a autoridade policial afirmou que até o momento o vereador não tinha se apresentado na unidade policial. “Ele se apresentando, vai ser ouvido, contará a sua versão sobre ao acidente, vamos tentar o encaminhar para o IML, para que exames possam ser realizados, porém ele pode se negar a fazer. Se ele não se apresentar, iremos tentar pedir a prisão preventiva por dolo eventual”, relatou o delegado.
Segundo a legislação penal brasileira, dolo eventual é um tipo de crime que ocorre quando o agente, mesmo sem querer efetivamente o resultado, assume o risco de o produzir.
Reportagem: Caetano Silva / Correspondente policial do Portal Pebinha de Açúcar

tags

0 comentários:

Postar um comentário