sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Homem é suspeito de matar mulher após chamar vítima para conversa sobre partilha de bens



Um inquérito sobre a morte de uma mulher, ocorrida em maio deste ano, na cidade de Itaju do Colônia, sul da Bahia, foi concluído na quinta-feira (26) e conforme a Polícia Civil, o ex-marido dela, que é o principal suspeito do crime, foi indiciado por feminicídio. De acordo com a polícia, o corpo apresentava várias marcas de tiros.
Ainda segundo a polícia, Zenilda Pinheiro dos Santos, morta a tiros, foi chamada pelo suspeito, identificado como Ailton Pereira dos Santos, para conversar sobre a divisão de bens do casal no dia do crime. Eles tinham cabeças de gado avaliadas em R$ 30 mil, segundo a polícia.
O titular da Delegacia Territorial (DT) de Itaju do Colônia, delegado Miguel Cicerelli, que investiga o caso, informou nesta sexta-feira (27) que com o fim do inquérito, solicitou à Justiça a prisão preventiva do suspeito. Ailton Pereira já possui um pedido de prisão temporária referente ao crime e está foragido. Cicerelli revelou ainda que Zenilda havia sido ameaçada de morte pelo suspeito na véspera do crime segundo informações do G1.
"Quatro dias após o crime, depois do período de flagrante, ele apareceu aqui com o advogado e disse que foi conversar com ela sobre cerca de 15 cabeças de gado deles. A propriedade é dela, mas eles tinham um rebanho juntos. Ele [Ailton] disse que quando conversava com ela [Zenilda], uma pessoa passou em uma moto atirando e ele não viu quem era. Ele negou o crime. Mas cinco testemunhas apontaram ele como autor e encontramos uma sandália dele no local", explicou Cicerelli.
A polícia informou ainda que já foi em todos os endereços do suspeito em Itaju do Colônia e não o encontrou. Familiares de Zenilda informaram que ela já tinha sido agredida por Ailton, mas que nunca havia procurado a polícia. Quando foi morta, além de Zenilda estar separada de Ailton, ela estava em outro relacionamento.
G1

tags

0 comentários:

Postar um comentário