terça-feira, 31 de outubro de 2017

Lutadora de Jiu Jitsu que estava grávida é morta em frente a ONG no Bairro da Paz; irmão foi executado dois dias antes



A jovem Aline Lima Simas, de 17 anos de idade, foi assassinada na madrugada desta segunda (30), por volta de meia-noite, no Bairro da Paz, na divisa com Piatã. O crime aconteceu na rua da Gratidão, ao lado da Escola Mestre Paulo. Ela recebeu 12 tiros e estava grávida. Aline era lutadora de Jiu Jitsu e trabalhava como voluntária em uma ONG, que ajuda jovens carentes.
Dois dias antes do crime, seu irmão, Jean Lima Simas, 22 anos, foi executado na cidade de Feira de Santana. A suspeita é que o rapaz era envolvido com a criminalidade.
De acordo com uma fonte do Informe Baiano, momentos antes da morte, Aline recebeu uma ligação, supostamente da pessoa na qual mantinha um relacionamento. Ela, então, foi ao encontro e acabou baleada. A suspeita é que seu namorado não aceitava a gravidez e por isso, teria planejado o femicídio. Porém, a polícia não confirma a versão. 
Outra hipótese levantada é que um traficante teria ordenado, além do assassinato do irmão, a morte de familiares, porém a possibilidade é considerada improvável. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).
Morte do irmão de Aline
Jean Lima Simas, 22 anos, foi executado com vários tiros na manhã de sábado (28) por volta das 11h30, em Feira de Santana. O crime aconteceu às margens da Avenida Eduardo Froes da Mota, a conhecida Contorno, nas proximidades do posto de combustíveis Trevo, no bairro Tomba. O jovem era morador do Bairro da Paz, em Salvador. De acordo com populares, três homens que estavam em um veículo Corsa Táxi prata chegaram e disparam os tiros, acertando a cabeça e o tórax de jean. A vitima não resistiu e morreu no local, enquanto os assassinos fugiram no táxi. De acordo com a Polícia, Jean estava em Feira para receber R$ 150, de uma quantia total de R$ 2.500.
Informe Baiano

tags

0 comentários:

Postar um comentário