quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Município do Recôncavo registra 56 casos de HIV/AIDS este ano


http://www.fortenoreconcavo.com.br/2017/04/saiba-um-pouco-mais-sobre-clarividencia.html

Santo Antônio de Jesus no Recôncavo baiano já registou em 2017, sete mortes por HIV/AIDS, em todo o estado já são 113 morte neste ano, 49 em Salvador e as demais no interior. Além de Itabuna e Una, os municípios com quantidade significativa de óbitos são Teixeira de Freitas (9), Santo Antônio de Jesus (7), Jequié (6), Serrinha (6), Juazeiro (5) e Irecê (3). 2.725 novos casos já foram registados esse ano segundo a SESAB – Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, em Salvador já foram notificados, 1.370, em Feira de Santana 226, 29 crianças também foram diagnosticadas com a doença na capital, sendo 53 em toda a Bahia. Depois de Salvador, Feira de Santana e Itabuna, os municípios com maior quantidade de ocorrências são Eunápolis (97), Juazeiro (67), Santo Antônio de Jesus (57), Alagoinhas (56) e Porto Seguro (55), Jequié (54) e Teixeira de Freitas (43). O HIV é um retrovírus, classificado na subfamília dos Lentiviridae. Esses vírus compartilham algumas propriedades comuns: período de incubação prolongado antes do surgimento dos sintomas da doença, infecção das células do sangue e do sistema nervoso e supressão do sistema imune.
Assim pega: Sexo vaginal sem camisinha;
Sexo anal sem camisinha;
Sexo oral sem camisinha;
Uso de seringa por mais de uma pessoa;
Transfusão de sangue contaminado;
Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação;
Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.
Assim não pega: Sexo desde que se use corretamente a camisinha;
Masturbação a dois;
Beijo no rosto ou na boca;
Suor e lágrima;
Picada de inseto;
Aperto de mão ou abraço;
Sabonete/toalha/lençóis;
Talheres/copos;
Assento de ônibus;
Piscina;
Banheiro;
Doação de sangue;
Pelo ar.
Principais sintomas: Os principais sintomas da AIDS, só se manifestam se a pessoa não realizar nenhum tratamento contra o vírus, surgindo cerca de 8 a 10 anos após a contaminação com o HIV ou em certas situações onde o sistema imunológico está fraco e debilitado. Assim, os sintomas podem ser:
Febre persistente; Tosse seca prolongada e garganta arranhada;
Suores noturnos;
Inchaço dos gânglios linfáticos durante mais de 3 meses;
Dor de cabeça e dificuldade de concentração;
Dor nos músculos e nas articulações;
Cansaço, fadiga e perda de energia;
Rápida perda de peso;
Candidíase oral ou genital que não passa;
Diarreia por mais de 1 mês, náusea e vômitos;
Manchas avermelhadas e pequenas bolinhas vermelhas ou feridas na pele.

F: Mídia Bahia

tags

0 comentários:

Postar um comentário