quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Vídeo - Mulher invade velório para cobrar viúva e inicia briga.



Uma mulher invadiu um velório na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, no último fim de semana exigindo que a viúva, que é confeiteira, entregasse os doces que ela havia encomendado. A história foi publicada pelo site Top Mídia News, que também deu um vídeo da confusão.
O marido da confeiteira Dayane Cristina Bernardino morreu as vésperas do aniversário do filho da cliente. Ele teve um infarto e, por este motivo, a empresária não entregou a encomenda combinada.
Insensível com a situação da família, a cliente gritava exigindo seu dinheiro de volta. "Me dá logo o dinheiro que a minha festa é hoje e eu tô cheia de coisas pra resolver", dizia. “Ela foi tão desumana que entrou filmando, filmou o caixão do meu esposo dizendo que não era problema dela e que não tinha nada a ver com a morte do meu marido”, relatou Dayane.
A confeiteira disse que informou seus clientes sobre o ocorrido e todos entenderam a situação. “Tinha umas dez encomendas para aquele dia, e nove delas entenderam. Ela não entendeu e foi pessoalmente pedir o dinheiro de volta, exigindo que eu desse o valor que ela iria pagar por um novo pacote”, contou a empresária. 
"Eu estava fazendo os doces dela, minha ajudante iria finalizar a encomenda quando me ligaram do hospital. Meu esposo piorou, teve uma parada cardíaca e não conseguiram ressuscitar. Entrei em contato com a cliente lá do hospital explicando que não teria condições de fazer os doces", lembrou Dayane. “Eu devolvi os R$ 200, mas meus familiares ficaram revoltados. Foi um momento de muita dor", lamentou.
Outras pessoas que estavam no velório filmaram a situação. As imagens mostram a cliente bastante alterada e gritando com Dayane dentro da capela. No momento em que ela pegou o dinheiro, a prima da viúva se revoltou e agrediu a mulher. 
Dayane fez um boletim de ocorrência por impedimento ou perturbação de cerimônia fúnebre.
Outro lado
Sites de notícias da região de Campo Grande conversaram com a cliente, que pediu para não ser identificada. Ela deu uma versão diferente da história e afirmou ter se arrependido de ir até o velório. "Ela disse por telefone que não iria depositar o dinheiro, que se eu quisesse era para ir lá. Se eu imaginasse tudo isso, eu teria mandado ela sentar no dinheiro. Eu sou uma pessoa de classe média, não sou baixa que nem ela”, disse.
A cliente confirmou que pediu para que ela pagasse R$ 280 e não os R$ 200 iniciais. “Eu contratei o serviço dela e, uma semana antes da festa, o marido dela teve sei lá o quê. Eu liguei para saber se ela ia dar conta e ela garantiu que sim. Essa festa foi planejada há dois anos, eu gastei R$ 8 mil. Não é pelos R$ 200, era o sonho de uma pessoa", argumentou.
"Ela me disse que tinha uma funcionária ajudando e todos os pedidos seriam entregues. Quando ela ligou falando que o marido morreu, eu falei que entendia, que ela estava de luto e ia velar o marido, mas ela me disse que iria entregar os doces porque tinha uma funcionária trabalhando nisso. Ela me deu a palavra dela e depois me disse que não ia abrir a porta da casa para uma estranha trabalhar, mas essa estranha era funcionária dela”, afirmou. A mulher disse que também vai registrar queixa contra a confeiteira e contra a mulher que a agrediu no velório. Vídeo abaixo:

tags

0 comentários:

Postar um comentário