quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Acusado de matar ex-namorada a tiros no norte da Bahia é condenado a 23 anos de prisão



O acusado de matar a ex-namorada a tiros, em junho deste ano, quando ela saía do trabalho, na cidade de Juazeiro, norte da Bahia, foi condenado em júri popular a 23 anos de regime fechado. O julgamento foi realizado nesta quarta-feira (22), no auditório da subseção da Ordem dos Advogados da Bahia (OAB) de Juazeiro, porque o Fórum Conselheiro Luiz Viana está em reforma.
Layse dos Santos Silva, de 20 anos, morta em junho deste ano. Durante o crime, a vítima estava em uma moto acompanhada de um mototaxista que também foi atingindo pelos tiros, mas sobreviveu. Cléber Araújo dos Santos confessou ter matado Layse e baleado o mototaxista. Testemunhas de defesa e acusação foram ouvidas no julgamento.
Cléber foi preso pelo crime no dia 13 de julho em Itaberaba, distante cerca de 450 km do local do crime, e foi localizado com a arma usada para matar a vítima. Posteriormente, o acusado foi transferido para o Conjunto Penal de Juazeiro, onde seguia custodiado até o julgamento.
Durante a primeira audiência do caso, ocorrida em outubro, a família de Layse compareceu ao Fórum Conselheiro Luiz Viana e revelou para imprensa que no início deste ano Layse havia prestado uma queixa contra o ex-companheiro na Delegacia da Mulher da cidade. Cléber já tinha tentado matar Layse a tiros quando ela estava na casa da mãe, mas o disparo não acertou a jovem. Desde abril, mês em que foi prestada a queixa, estava em vigor uma medida protetiva que proibía o ex-companheiro de se aproximar da jovem.
Fonte: G1

tags

0 comentários:

Postar um comentário