domingo, 26 de novembro de 2017

Confusão: Torcida da Ponte Preta invade estádio e interrompe jogo contra Vitória



Os torcedores da Ponte Preta invadiram o gramado do Estádio Moisés Lucarelli, neste domingo (26), pouco depois do gol de Tréllez, do Vitória, aos 39 minutos do segundo tempo. Fora do estádio, torcedores quebram vidros e colocam fogo em pneus e bandeiras.
O placar estava 3 a 2 para o time baiano. A informação que se tem, até agora, é a de que vários torcedores quebraram uma grade do estádio e correram para cima dos jogadores, que conseguiram fugir para o vestiário. O goleiro Aranha foi o único que ficou em campo e conversou com alguns torcedores.
A Polícia Militar entrou em campo e conseguiu conter os torcedores, mas precisou usar cassetete e balas de efeito moral.
O Presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, pediu o fim do jogo: “Não vai ter condição de prevalecer a pressão, o antijogo, se ganha dentro de campo. Não tem como voltar uma partida dessas. Até os atletas da Ponte Preta não têm condições de jogar. Não sabem se vão terminar o jogo vivos. Problema é com o árbitro. Os atletas do Vitória estão sem a mínima condição e jogo. Está inseguro. A arbitragem precisa ter bom senso e não dar continuidade a partida e prevalecer o placar que está aí em campo”.
O técnico do Vitória, Vagner Mancini, seguiu o mesmo tom: “Na hora que houve a interrupção, até os atletas da Ponte preta entraram no vestiário. Um monte de gente caiu na escada, estavam de chuteiras. Foi momento difícil. Ninguém sabia o que podia acontecer do lado de fora. Depois aos poucos as coisas foram acalmando. Tiraram os atletas da ponte daqui. Acho que não [tem condições de voltar com o jogo]. Quando você tem noção do que pode acontecer, do que poderia acontecer, todos sabíamos, a Ponte tem uma torcida inflamada, a gente sabia eu poderia acontecer. Os atletas estavam espertos, sair correndo caso houvesse a invasão. O bom senso nessa hora fala mais alto. Estamos jogando futebol, mas as autoridades precisam entender que os dois times não têm condições de voltar”.
O técnico também contou que Yago e André Lima não terão condições de entrar em campo, caso a partida seja retomada. “Yago e André, na ânsia de entrar no vestiário, caíram. O André lesionou o joelho. O Yago passou mal no vestiário. Ele está abalado emocionalmente. Se tivermos que voltar, não voltarão para o campo”.
A Ponte Preta fez dois gols logo no início do jogo, mas Rodrigo foi expulso ainda no primeiro tempo após dar uma ‘dedada’ em Tréllez. Depois do intervalo, o Vitória conseguiu a virada, com um gol de André Lima e dois de Tréllez.
VN

tags

0 comentários:

Postar um comentário