segunda-feira, 27 de novembro de 2017

‘Dedo duro tem que morrer’; assassinos deixam bilhete ao lado de corpo de idoso



“Dedo duro tem que morrer”, essa foi a frase encontrada pela polícia escrita em um papel deixado ao lado do corpo de um homem, de 64 anos, que foi assassinado a tiros nas últimas horas. A vítima era conhecida como ‘Zói de Bomba’ e segundo moradores gostava de cavalgadas e era muito querido na comunidade.
Confirme a polícia, o crime ocorreu próximo à um campo de futebol do Bairro Nova Ferradas, no município de Itabuna. A autoria e motivação do crime ainda é um mistério. Ninguém foi preso. A delegacia da cidade investiga o caso.
Foto: Verdinho Itabuna

tags

0 comentários:

Postar um comentário