terça-feira, 28 de novembro de 2017

Delegado Gustavo Sotero não vai para penitenciária comum de Manaus



Manaus – O delegado Gustavo Sotero vai permanecer em cela da Delegacia Geral. Cleitman Rabelo Coelho, Secretário de Estado de Administração Peniternciária (Seap), enviou um ofício para juíza Mirza Telma de Oliveira, presidente do 1º Tribunal do Júri, informando que não há presídio no Amazonas seguro para abrigar o delegado, preso pela morte do advogado Wilson Justo no último sábado, 25, no Porão do Alemão.
No ofício, Cleitman diz que “não existe unidade prisional no Estado do Amazonas que possua dependência segura e isolada dos demais presos para custódia de um policial. O presente caso se torna ainda mais grave, uma vez que não se trata de ex-policial, mas sim de um policial da ativa, ocupante do cargo de Delegado da Polícia Civil do estado do Amazonas.
O secretário também afirma que o sistema carcerário não está regular e que em caso de rebelião, o delegado seria um dos principais alvos das facções caso esteja em presídio comum. Por esta razão, o delegado deve continuar preso na Delegacia Geral.
Cm7

tags

0 comentários:

Postar um comentário