quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Desembargador Gesivaldo Britto é eleito novo presidente do Tribunal de Justiça



Com 31 votos, o desembargador Gesivaldo Britto acaba de ser eleito presidente do Tribunal de Justiça da Bahia para o biênio 2018-2020. Ele disputou a presidência com  José Olegario Caldas, Rosita Falcão, José Cícero Landin e Lourival Almeida. Olegário teve 3 votos, Rosita 13, Lourival 5 e Cícero 7. 
Durante o discurso de agradecimento que  o elegeu no primeiro turno o magistrado fez uma reverência especial à atual presidente Maria do Socorro Santiago. "Queria agradecer à vossa excelência (se referindo à Maria do Socorro), que bancou a minha candidatura", afirmou.
"Eu pretendo dar continuidade​ ao que está sendo feito aqui. Administração é continuidade. Continuar o que já foi feito e melhorar o que for preciso", disse Brito.
Conforme a coluna Satélite antecipou, Gesivaldo Britto e Cícero Landim eram os favoritos da disputa. Gesivaldo foi eleito em primeiro turno, apoiado por Mario Alberto Hirs e Telma Brito, ex-presidentes do TJ - ambos foram recentemente absolvidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que em 2013, abriu sindicância para apurar o pagamento em mais de R$ 448 milhões em precatórios (dívidas da Fazenda Pública).
Após o anúncio do nome do novo presidente, o desembargador Maurício Kertzman desistiu de concorrer à primeira vice-presidência. Já o desembargador Augusto de Lima Bispo foi eleito o primeiro vice-presidente com 35 votos. Maria da Graça Osório Pimentel Leal foi eleita a segunda vice-presidente com 36 votos.
Ainda terá votações para os corregedores. A votação é secreta. No total, 59 desembargadores participam da votação que deve terminar no final da manhã com a eleição dos novos membros da mesa diretora. 
Correios

tags

0 comentários:

Postar um comentário