domingo, 12 de novembro de 2017

Homem mata a mulher, ateia fogo e joga cadáver em poço



A Polícia Civil de Goiás prendeu neste sábado (11/11) Lucas Dias Costa, 19 anos, acusado de matar a mulher e jogar o corpo em uma fossa, em Anápolis (GO). O homicídio foi cometido há 12 dias e o suspeito foi encontrado em Goianésia.
Letícia Helena Feitosa, também de 19 anos, era casada com Lucas há dois. Eles tiveram um filho de 1 ano. Em 31 de outubro, Letícia foi dada como desaparecida. Desde então, o caso era investigado pela polícia. Neste sábado, os agentes receberam uma denúncia de que havia um corpo em um poço perto de onde eles moravam e foram verificar.
Os investigadores descobriram rapidamente que se tratava de Letícia, devido as roupas e os acessórios encontrados junto com o cadáver. Por volta das 14h, a Delegacia de Homicídios de Anápolis fez uma diligência em Goianésia, 150 km distante do crime, onde encontrou o suspeito.
Em depoimento, Lucas confessou ter matado a esposa asfixiada depois de um desentendimento. “Ele disse que ela tentou a agressão, mas é a versão dele. Era uma mulher muito menor e dificilmente teria chances de conseguir agredi-lo”, afirmou o delegado Vander Coelho. De acordo com a polícia, depois de aplicar um “mata-leão” na esposa, o assassino colocou o corpo no poço, jogou um colchão e outros materiais e ateou fogo. Depois disso, o rapaz teria coberto o buraco com entulho e fugido.
Lucas foi preso em flagrante por ocultação de cadáver com pena de prisão de até três anos, mas a Polícia Civil já pediu a detenção preventiva por homicídio triplamente qualificado. Se condenado, o rapaz pode pegar 33 anos de pena.
Informe Baiano

tags

0 comentários:

Postar um comentário