sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Homem que matou estudante em Calourada é condenado a 19 anos de prisão



Autor do crime que matou  o estudante de direito Daniel Adolpho de Melo Viana, de 22 anos na época, em calourada da Pontifícia Universidade Católica (PUC) Minas , em 2015, Pedro Henrique Costa Lourenço, de 31, foi condenado a 19 anos de prisão em regime inicialmente fechado.
O julgamento, que aconteceu nesta quinta-feira (23) no 2º Tribunal de Júri, no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, foi o segundo do réu. O primeiro julgamento, que também teve a pena 19 anos, foi anulado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, depois que a defesa entrou com recurso.
O conselho de sentença, composto por quatro homens e três mulheres, condenou o réu nos crimes de tentativa de homicídio e homicídio com qualificadoras de motivo fútil e impossibilidade de defesa para a vítima.
Durante o julgamento, o réu confirmou as declarações prestadas na fase inicial do processo, quando confessou em parte o crime. Ele alegou portar arma de fogo por legítima defesa, depois de já ter sofrido um assalto. Ele se desculpou com a família e disse que só atirou por ter sido agredido pela vítima.
Por ser uma decisão de primeira instância, o julgamento é passível de recurso, porém, o réu vai permanecer preso durante a fase por ser reincidente criminal.
O Tempo

tags

0 comentários:

Postar um comentário