terça-feira, 21 de novembro de 2017

JEREMOABO: Polícia divulga fotos de cinco ciganos acusados de matar PM; Suspeitos estão foragidos



Nesta terça-feira (21/11), o delegado titular da Delegacia Territorial (DT), de Jeremoabo, Aílton José de Souza, divulgou as fotografias de cinco ciganos acusados de assassinar o soldado PM José Bonfim Lima, no dia 2 de novembro.
Segundo informações da Polícia Civil, os mandados de prisão temporária já haviam sido expedidos pela Justiça. Os foragidos identificados que estão sendo procurados foram: Jelson da Silva, o “Gelson Cigano”, seus filhos Bruno Jordão Matos da Silva e Rogério Matos da Silva, além de Cosme de Jesus Silva e Carlos Daniel dos Santos Lima.
Conforme investigações, o PM foi morto depois de uma briga de bar, em Jeremoabo. Houve luta corporal e um dos homens tomou a arma do policial, fugindo logo em seguida. Portando uma segunda arma, José foi à casa de Jelson e os filhos. No local, houve troca de tiros, que resultou na morte do soldado.
Além do inquérito instaurado para investigar a morte do PM, a DT apura também os assassinatos dos também ciganos Lwillys Messias da Silva e Donizete Alves da Silva. As circunstâncias deste segundo crime ainda são desconhecidas.
Na época, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) chegou a divulgar que os cinco ciganos haviam sido presos, no entanto, a informação não procede.
Mídia Recôncavo

tags

0 comentários:

Postar um comentário