segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Jovem arrastado por carro e agredido após discussão em festa morre no sul da Bahia; amigo continua internado



O jovem de 23 anos que foi arrastado e agredido após uma festa na cidade de Ilhéus, sul da Bahia, morreu no final da noite de domingo (26). O enterro de Luís Felipe Moraes está previso para ser realizado nesta segunda-feira (27), no Cemitério do Basílio, em Ilhéus, no final da tarde.
A vítima estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Base de Itabuna desde o dia 12, dia da agressão. Ele foi atacado por um grupo de quatro rapazes após sair de uma festa com o amigo João Marcos Andrade, em um trecho da BR-415.
Luís Felipe sofreu traumatismo craniano por conta das agressões e, de acordo com Luís Cláudio, pai do jovem, ele teve a morte cerebral constatada no domingo (26). O amigo de Felipe, João Marcos, segue internado no Hospital Regional de Ilhéus e ainda não tem previsão de alta. O estado de saúde dele é estável.
Os quatro agressores foram identificados pela polícia. De acordo com a delegada Andreia Oliveira, que investiga o caso, o último suspeito a ter a identidade reconhecida foi o único a não se apresentar à polícia para prestar esclarecimentos. Ele é considerado foragido, conforme a delegada.
Andreia Oliveira contou ao G1 que entrou com pedido de prisão preventiva dos quatro nesta segunda-feira. Ela disse ainda que os três rapazes que se apresentaram à polícia estão em outra cidade, porque suspostamente teriam recebido ameaças de morte. Segundo ela, os suspeitos vão responder por homicídio e tentativa de homicídio.
Caso
Luís Felipe e João Marcos voltavam para casa em uma motocicleta, após saírem de uma festa em Ilhéus. Eles foram arrastados por um carro e, em seguida, agredidos com chutes. O ataque aconteceu após discutirem com os agressores grupo ainda no evento.
Uma câmera de segurança registrou o ataque. Nas imagens, é possível ver um carro arrastando os jovens e a motocicleta onde eles estavam. Em seguida, quatro homens descem do veículo e começam a chutar as vítimas. Após as agressões, os homens retornam para o carro, o motorista dá ré e o grupo foge.
O carro envolvido na confusão foi apreendido. O veículo teve a parte da frente destruída por conta da batida com a motocicleta. Os suspeitos alegaram inocência, conforme a delegada. Como não houve flagrante, eles foram liberados após o depoimento.
Fonte: G1

tags

0 comentários:

Postar um comentário