segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Marido de corretora morta no Barbalho torna-se suspeito de crime



A polícia passou a considerar Aidilson Viana de Souza, 44 anos, o principal suspeito da morte da corretora de imóveis Janaína Silva de Oliveira, 42, ocorrida na sexta-feira (10), no bairro de Brotas, em Salvador. Desde o dia do crime a família já o havia apontado como sendo o assassino. O suspeito está sendo procurado.
O feminicídio aconteceu por volta de 1h de sexta. Janaína foi morta a facadas dentro do apartamento onde morava, e o corpo foi encontrado pela filha dela no final da tarde do mesmo dia. Amigos da família e vizinhos do casal disseram que Aidilson era um homem ciumento, e que as brigas entre eles eram conhecidas no bairro.
Na madrugada de sexta, os dois tiveram mais uma discussão. A mulher foi golpeada nas costas, correu para o quatro e conseguiu trancar a porta. Uma amiga da vítima contou que o suspeito teria deixado o celular e os documentos dele dentro de casa e que, por isso, passou a noite inteira rondando o prédio. A polícia solicitou as imagens de câmeras da região que podem ter registrado a movimentação após o crime.
De acordo com a Polícia Militar, equipes da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Barbalho) foram acionadas por volta das 18h de sexta (10) com a informação de uma vítima de golpes de faca dentro de uma residência na Rua Clínio de Jesus, no bairro do Barbalho. O caso está sendo investigado pela Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Relacionado Antes de morrer, corretora trocou a fechadura da porta
Correios

tags

0 comentários:

Postar um comentário