domingo, 19 de novembro de 2017

Quatro sequestradores são presos em Irecê, Seabra e Iraquara, aponta Polícia Civil



Quatro criminosos envolvidos em um sequestro, ocorrido entre os dias 5 e 9 de novembro, na cidade de Seabra, tiveram seus mandados de prisão preventiva cumpridos nos dias 14 e 16 de novembro, por investigadores do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), e das Coordenadorias Regionais de Policia do Interior (Coorpin) das cidades de Irecê e Seabra.
O primeiro a ser preso, Reinan Silva Limas Pinto, de 21 anos, estava na zona rural da cidade onde o sequestro ocorreu, quando os policiais o encontraram, na terça (14). No mesmo dia um mandado foi cumprido na Cadeia Pública de Salvador, contra Franklin Costa Araujo, apontado pelas investigações como o mentor crime.
Na quinta-feira (16), foi a vez de Eulixandre Gonçalves da Silva, 27, que estava na zona rural de Iraquara, e de Wilian Gonzaga de Souza, 24, que tentava fugir da cidade de Irecê, serem presos.
Os criminosos abordaram a vitima na noite do dia 5, em frente a sua residência, onde passaram a noite. Na manha do dia seguinte o jovem foi levado pelo grupo, composto por cinco homens encapuzados, para o cativeiro, localizado na zona rural de Seabra. Três dias depois ele foi solto em local combinado com a família, após o pagamento do resgate.
Investigação
A polícia foi acionada através de uma instituição bancária, que desconfiou da movimentação financeira feita por parentes da vitima e entrou em contato com o departamento. O delegado Cleandro Pimenta, da Coordenação de Sequestro e Extorsão, do Draco, contou que a investigação começou a partir desse momento.
Pimenta ainda explica como Franklin, mesmo da cadeia, conseguia arranjar parceiros para executar os sequestros: “Com os celulares, ele mantinha contato com parceiros antigos e também através dos colegas de cela, que indicavam outros criminosos”.
As vítimas, sempre fazendeiros e microempresários, eram escolhidas também mediante ao conhecimento de Franklin, que, embora tenha nascido na cidade de Santo André, em São Paulo, morou há décadas na região centro-oeste da Chapada, onde os crimes ocorreram.
Franklin
A primeira prisão de Franklin, que é cunhado de Zé de Lessa, criador de uma organização criminosa que age na Bahia, ocorreu em 2004. O sequestrador, que era segurança do Banco do Brasil na cidade de Canarana, se juntou a uma quadrilha e assaltou a instituição bancaria para qual trabalhava.
Em 7 de setembro de 2016, ele foi preso novamente, dessa vez em cumprimento a um mandado de prisão relativo a um sequestro ocorrido na mesma cidade que houve o roubo a banco, em maio de 2016. Já dentro do presídio, ele coordenou um sequestro em Lapão, em agosto 2017.
Atualmente Franklin responde a quatro processos criminais, sendo três pelos sequestros citados acima e um por trafico. “Ele foi flagrado com drogas quando os agentes penitenciários revistaram a cela dele, antes do mandado ser cumprido nesta de terça-feira”, contou Pimenta. Foram encontrados 200 gramas de maconha na cela dele, além de celulares e uma faca. O flagrante já foi convertido em prisão preventiva pela Justiça.
Foragidos
Mais dois criminosos que atuaram no sequestro possuem mandados de prisão preventiva e estão sendo procurados pela policia. São eles, Rafael Miranda dos Santos, o Bicudo, 18, que já foi apreendido quando adolescente por porte ilegal de arma de fogo, e Mateus Teodoro Marinho, 22, que já foi preso por trafico de drogas. (Fonte: Ascom/Polícia Civil)

tags

0 comentários:

Postar um comentário