terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Piloto de lancha envolvida em batida que matou condutor de jet ski vai à polícia



O condutor da lancha envolvida no acidente que matou o piloto de uma moto aquática, em Barra do Jacuípe, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador, se apresentou à polícia nesta terça-feira (26), e contou que tentou evitar a colisão entre as duas embarcações quando percebeu a aproximação entre elas.
Segundo o delegado Jacinto Arnaldo, titular da Delegacia de Monte Gordo, que investiga o caso, o homem identificado como Antônio de Souza Borges contou também que, no momento do acidente, a vítima, João Paulo Dores Lopes, de 31 anos, fazia uma manobra com o jet ski e parecia não ter visto a lancha.
A situação ocorreu no final da tarde da segunda-feira (25), no Rio Jacuípe. O condutor da lancha foi embora do local após a batida. Segundo o delegado, Antônio Borges contou que fugiu por medo da reação dos familiares da vítima que estavam no local. Após ser ouvido na delegacia, o homem foi liberado. Além da polícia, a Marinha do Brasil também investiga o caso. Conforme o delegado, familiares da vítima e outras testemunhas serão ouvidas.
Uma perícia foi realizada no jet ski nesta terça-feira e a lancha também deve ser periciada, segundo o delegado. João Paulo foi enterrado na tarde desta terça-feira, no Cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília, em Salvador. Dezenas de familiares e amigos compareceram ao sepultamento dele.
Inforsaj

tags

0 comentários:

Postar um comentário