terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Polícia detém mais dois suspeitos de matar prefeito de Colniza no Mato Grosso



A Polícia Civil prendeu a mulher e apreendeu o irmão do suspeito de mandar matar o prefeito de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, Esvandir Antonio Mendes, de 61 anos, por possível envolvimento no crime. As detenções ocorreram no domingo (24). O prefeito de Colniza foi morto a tiros nesta última sexta-feira (15).
Na mesma ocasião, o então secretário municipal de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, de 41 anos, também foi atingido por disparos. Yana Fois Coelho Alvarenga é médica e casada com o empresário Antônio Pereira Rodrigues Neto, que foi preso no dia 16 durante tentativa de fuga segundo informações do G1.
Com a prisão dela, sobe para quatro o número de suspeitos presos pelo crime. De acordo com o delegado Edson Pick, que investiga o caso, a médica teria emprestado o carro dela, um HB20, para o cunhado adolescente, a fim de que ele ajudasse o marido dela e os dois executores a fugir. Yana teve o mandado de prisão temporária (30 dias) expedido pela Justiça. Já o adolescente deve permanecer apreendido por 45 dias, segundo o delegado.
Uma força-tarefa foi montada e, no dia seguinte, Antônio Rodrigues e outros dois suspeitos foram presos pelo Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) da Polícia Civil. Conforme o delegado Edson Pick, o carro da médica foi apreendido e foi deferido pela Justiça o pedido feito por ele para que o adolescente seja transferido para uma unidade socioeducativa em Cuiabá.
O motivo do crime ainda não foi esclarecido, segundo Pick, mas a suspeita é de o assassinato tenha sido motivado por uma dívida. As investigações apontam que o prefeito conduzia uma caminhonete preta e estava acompanhado do secretário de Finanças, sendo interceptado pelos suspeitos a cerca de 7 km da entrada da cidade.
G1

tags

0 comentários:

Postar um comentário