terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Servidora do Detran é morta pelo ex-companheiro ao chegar no trabalho



A servidora do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) Maridalva da Silva Gonçalves, 46 anos, foi morta a facadas pelo ex-companheiro na manhã desta terça-feira (26) quando chegava ao trabalho na Avenida ACM. A vítima foi atacada nas escadarias da área externa que dá acesso ao órgão por volta das 8h30.
Maridalva foi atingida por golpes nas costas, tórax e pescoço. Ela morreu antes de ser socorrida. Logo depois do crime, Jaílson Santos Mendonça, 46, tentou suicídio tomando veneno e está internado no Hospital Geral do Estado (HGE). O estado de saúde dele não foi informado.  
Segundo a delegada Cristina Portugal, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Maridalva estava se relacionando com o suspeito havia um ano e as brigas eram constantes. Ainda de acordo com a delegada, a família era contra a união e, por conta disso, a vítima evitava falar de seu relacionamento. De acordo com a delegada, o caso poderá vir a ser enquadrado como feminicídio.
                 
Um levantamento feito pelo CORREIO identificou, até 18 de dezembro deste ano, pelo menos 39 vítimas de feminicídio na Bahia. Relembre alguns dos casos. 
Testemunhas contaram que Maridalva tinha terminado o relacionamento, mas Jaílson não aceitou e passou a fazer ameaças. Ela chegou a receber conselhos de amigas para denunciá-lo à polícia. Colegas da vítima acreditam que ela começou a ser seguida por ele desde a rodoviária.
De acordo com o cobrador Raimundo Santos, de 56 anos, irmão de Maridalva, Jaílson não era ciumento no início do relacionamento. "Depois ele passou a dizer que ela tinha outros homens, e ela questionava ele, porque ela o sustentava, chegou a comprar um carro HB20 para ele rodar de Uber", afirmou. O relacionamento teria terminado há um mês.
O irmão afirmou, ainda, que ela recebia inúmeras ameaças de Jaílson. "A gente dizia para ela sair dessa. Ele dizia que ia matar os irmãos e sobrinhos dela, ela tinha várias gravações de ameaças dele no celular", disse. "As mulheres têm que ver quais os caras elas vão conviver porque a gente abre o jornal e vê histórias parecidas. É assassinato atrás de assassinato", lamentou.
Em nota, o Detran-BA lamentou a morte da servidora que trabalhava no setor de defesa prévia. "O clima no Detran é de tristeza e consternação. O órgão está prestando solidariedade à família da vítima e informa que os serviços oferecidos à população não foram suspensos", diz o texto.
As polícias Civil e Militar foram encaminhadas ao local para auxiliar na remoção do corpo e perícia do local. A família ainda não divulgou informações sobre o sepultamento. Ela deixa uma filha.
Veja onde buscar ajuda em casos de violência doméstica:
Cedap (Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa) – Atendimento médico, odontológico, farmacêutico e psicossocial a pessoas vivendo com HIV/AIDS. Endereço: Rua Comendador José Alves Ferreira, nº240 – Fazenda Garcia. Telefone: 3116-8888. 
Cedeca (Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan) – Oferece atendimento jurídico e psicossocial a crianças e adolescentes vítimas de violência. Endereço: Rua Gregório de Matos, nº 51, 2º andar – Pelourinho. Telefone: 3321-1543/5196. 
Cras (Centro de Referência de Assistência Social) – Atende famílias em situação de vulnerabilidade social. Telefone: 3115-9917 (Coordenação estadual) e 3202-2300 (Coordenação municipal) 
Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social) – Atende pessoas em situação de violência ou de violação de direitos. Telefone: 3115-1568 (Coordenação Estadual) e 3176-4754 (Coordenação Municipal) 
Creasi (Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso) – Oferece atendimento psicoterapêutico e de reabilitação a idosos. Endereço: Avenida ACM, s/n, Centro de Atenção à Saúde (Cas), Edifício Professor Doutor José Maria de Magalhães Neto – Iguatemi. Telefone: 3270-5730/5750. 
CRLV (Centro de Referência Loreta Valadares) – Promove atenção à mulher em situação de violenta, com atendimento jurídico, psicológico e social. Endereço: Praça Almirante Coelho Neto, nº1 – Barris, em frente a Delegacia do Idoso. Telefone: 3235-4268. 
Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) – Em Salvador, são duas: uma em Brotas, outra em Periperi. São delegacias que recebem denúncias de violência contra a mulher, a partir da Lei Marinha da Penha. 
Deam Brotas – Rua Padre José Filgueiras, s/n – Engenho Velho de Brotas. Telefone: 3116-7000. 
Deam Periperi – Rua Doutor José de Almeida, Praça do Sol, s/n – Periperi. Telefone: 3117-8217. 
Deati (Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso) – Responsável por apurar denúncias de violência contra pessoas idosas. Endereço: Rua do Salete, nº 19 – Barris. Telefone: 3117-6080. 
Derca (Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Criança e o Adolescente) Endereço: Rua Agripino Dórea, nº26 – Pitangueiras de Brotas. Telefone: 3116-2153. 
Delegacias Territoriais – São as delegacias de cada Área Integrada de Segurança Pública. Segundo a Polícia Civil, os estupros que não são cometidos em contextos domésticos devem ser registrados nessas unidades. Em Salvador, existem 16 (http://www.policiacivil.ba.gov.br/capital.html). 
Disque Denúncia – Serviços de denúncia que funcionam 24 horas por dia. No caso de crianças e adolescentes, o Departamento de Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos oferece o Disque 100. Já as mulheres são atendidas pelo Disque 180, da Secretaria de Políticas Para Mulheres da Presidência da República. Fundação Cidade Mãe – Órgão municipal, presta assistência a crianças em situação de risco. Endereço: Rua Prof. Aloísio de Carvalho – Engenho Velho de Brotas. 
Gedem (Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher do Ministério Público do Estado da Bahia) – Atua na proteção e na defesa dos direitos das mulheres em situação de violência doméstica, familiar e de gênero. Endereço: Avenida Joana Angélica, nº 1312, sala 309 – Nazaré. Telefone: 3103-6407/6406/6424. 
Iperba (Instituto de Perinatologia da Bahia) – Maternidade localizada em Salvador que é referência no serviço de aborto legal no estado. Endereço: Rua Teixeira Barros, nº 72 – Brotas. Telefone: 3116-5215/5216. 
Nudem (Núcleo Especializado na Defesa das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar da Defensoria Pública do Estado) – Atendimento especializado para orientação jurídica, interposição e acompanhamento de medidas de proteção à mulher. Endereço: Rua Pedro Lessa, nº123 – Canela. Telefone: 3117-6935. 
Secretaria Estadual de Políticas Para Mulheres Endereço: Alameda dos Eucaliptos, nº 137 – Caminho das Árvores. Telefone: 3117-2815/2816. 
SPM (Superintendência Especial de Políticas para as Mulheres de Salvador) – Endereço: Avenida Sete de Setembro, Edifício Adolpho Basbaum, nº 202, 4º andar, Ladeira de São Bento. Telefone: 2108-7300. 
Serviço Viver – Serviço de atenção a pessoas em situação de violência sexual. Oferece atendimento social, médico, psicológico e acompanhamento jurídico às vítimas de violência sexual e às famílias. Endereço: Avenida Centenário, s/n, térreo do prédio do Instituto Médico Legal (IML) Telefone: 3117-6700. 
1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar – Unidade judiciária especializada no julgamento dos processos envolvendo situações de violência doméstica e familiar contra a mulher, de acordo com a Lei Maria da Penha. Endereço: Rua Conselheiro Spínola, nº 77 – Barris. Telefone: 3328-1195/3329-5038.
Correio

tags

0 comentários:

Postar um comentário