segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Em Castanhal, adolescente é executado na frente da mãe ao sair de delegacia



Um adolescente de 17 anos foi executado a tiros na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. O crime aconteceu na madrugada de ontem, por volta das 3h, após o menor sair da delegacia com sua mãe. Tudo aconteceu depois que policiais militares receberam uma informação sobre uma dupla que, em uma motocicleta de cor vermelha, estaria praticando assaltos pelo bairro Pantanal.
Durante ronda pelo bairro, uma guarnição do Grupamento Tático Operacional avistou dois suspeitos em uma motocicleta modelo Pop 100 de cor vermelha. Houve a abordagem e, durante revista pessoal, nenhuma arma ou entorpecente foi encontrado com os dois suspeitos, sendo um de 16 e outro de 17 anos; porém, durante averiguação, foi descoberto que o veículo em que eles estavam possuía registro de roubo. Já na Delegacia de Polícia Civil do centro foi descoberto que o menor de 16 anos estava na condição de foragido de um Abrigo para Menores Infratores de Belém, onde respondia por ato infracional análogo ao latrocínio, que é o roubo seguido de morte.
O menor foragido permaneceu apreendido na delegacia para depois retornar para o abrigo na capital paraense. Enquanto o seu comparsa de 17 anos foi liberado pelo delegado de plantão. Ele e sua mãe saíram da delegacia e, na volta para casa, às proximidades de uma escola, situada no bairro da Saudade, o adolescente e sua mãe foram surpreendidos por uma dupla em uma motocicleta. Ela disse que o que estava na garupa efetuou vários disparos de arma de fogo em seu filho na sua frente, sendo que 3 tiros atingiram as costas e 1 acertou a nuca do menor que morreu no local.
Após efetuar os disparos, o assassino e seu comparsa fugiram do local sem serem identificados. A mãe, desesperada, acionou a Polícia Militar pedindo socorro. Buscas foram feitas, mas os criminosos não foram encontrados. O corpo foi removido por peritos para o Instituto Médico (IML). O homicídio foi registrado na delegacia do centro e está sendo apurado pela Polícia Civil, que tenta descobrir a autoria e motivação do crime. É o segundo assassinato registrado este ano em Castanhal.
Fonte: (Tiago Silva/Diário do Pará)

tags

0 comentários:

Postar um comentário