sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Estanciano revela esquema de manipulação em jogos da Copinha



Uma polêmica tomou conta da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O treinador e atletas do Estanciano-SE revelaram que receberam uma oferta financeira para o time perder para o Itapirense na estreia da Copinha. Apesar de alegar não ter aceitado a proposta, o time sergipano se despediu da competição com três derrotas.
A situação causou um racha no clube. O técnico da equipe sub-20, Ricardo Pereira, pediu demissão e acusou o presidente Sidney Araújo de tentar vender a partida. De acordo com Ricardo, foi o dirigente que intermediou o contato com o empresário que queria comprar o resultado.
A suposta tentativa de venda de resultado ganhou ainda mais força depois do vazamento do áudio de uma conversa entre o atacante Daniel e aliciadores. Em entrevista à EPTV, o jogador contou como foi feita a proposta.
"A gente estava no hotel e soube que dois empresários queriam falar com a gente. Descemos, entramos no carro e começamos a conversar. Eles disseram que tinha proposta do time da China, que levaria a gente para lá. Mas em um momento começou a falar de pagamento para entregar o jogo. Nesse momento, comecei a gravar. É um momento difícil, dá um aperto na gente, que fica com medo, e fica ruim para o clube também", contou Daniel.
Ainda de acordo com o atacante, na proposta, foram oferecidos R$ 2 mil para entregar o jogo e mais R$ 500 por pênalti cometido. "Eles comentaram que dariam o dinheiro na nossa mão antes ou depois do jogo. Eram R$ 2 mil para perder. Se fizesse pênalti, davam mais R$ 500. Em nenhum momento chegamos a pensar em aceitar. Ficamos com medo. Pegamos a gravação e passamos para os nossos responsáveis", explica.
O presidente Sidney Araújo negou qualquer participação no esquema e se afastou do cargo para se defender. O caso vai ser investigado pelo Comitê de Integridade da Federação Paulista de Futebol (FPF).
Correio*

tags

0 comentários:

Postar um comentário