quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Médico é vítima de boatos anunciando sua morte em Jequié; Assunto vai parar na Polícia



O médico Fernando Costa Vieira, teve sua morte anunciada em grupos de WhatsApp na cidade de Jequié, na última noite de 2017 e que acabou viralizando por toda região.  Até a causa da morte foi anunciada: infarto. Os propagadores publicaram da seguinte forma.
Bastante conhecido em Jequié e região pela atuação médica e política, inclusive, chegou a ser candidato a prefeito de Jequié pelo Partido Verde em 2016, várias pessoas se solidarizavam com a falsa morte do médico. E por acreditarem nos compartilhamentos levaram a todo o momento a falsa notícia pra frente.
                   
Nesta terça-feira (02), O Itiruçu Online manteve contato com o médico, que já estava de plantão no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié.  Questionado pelo  Itiruçu Online,  Dr. Fernando contou como ficou sabendo de sua morte nas redes sociais.  “Através de um amigo que foi à minha casa no dia 31,  por volta das 13h00min, estava  muito assustado dizendo que tinha lido a informação em um grupo de WhatsApp e que tentou me ligar e não conseguiu. Realmente nesse horário meu celular tinha descarregado. Depois disso, minha esposa e eu começamos a receber várias ligações e mensagens.  O assunto não parou e só foi aumentando o número de ligações que recebíamos. Desmentimos prontamente”, disse.                 
Vítima de Boatos, Médico cumpre plantão nesta Terça-feira no HGPV, em Jequié.
O assunto não vai parar nas postagens.  Diante a ampla repercussão, o médico se viu obrigado a prestar queixa sobre o ocorrido na delegacia local. “Tive que me precaver, porque não sei quem iniciou isso e nem qual a intenção que essa pessoa teria. Por isso fui à delegacia fazer essa ocorrência”, justificou.
A Rede Social no Brasil se tornou perigosa. Terra de ninguém. A todo o momento o ser humano propaga a miséria do outro pra frente… Brincam de repórteres, mas não se embasam no compromisso em checar à informação e, o que é pior, o respeito à vida do outro não existe.
 Foto/Itiruçu Online.

tags

0 comentários:

Postar um comentário