segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Suspeitos de ritual satânico teriam sacrificado duas crianças



Misericórdia. Sete suspeitos de participação em um ritual satânico que resultou na morte de pelo menos duas crianças no interior de um templo tiveram a prisão preventiva decretada. Segundo a polícia, quatro deles, inclusive o líder do templo satânico, já estão presos.
Ainda de acordo com a polícia, um homem apontado como o bruxo teria encomendado o ritual oferecendo R$ 25 mil a dois homens que teriam roubado as crianças. Um dos acusados é argentino. O caso ocorreu em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
               
Conforme a investigação, o ritual para conseguir a prosperidade no ramo imobiliário, encomendado pelos sócios, envolve sacrifício. O delegado que investiga o caso disse que tudo leva a crer que as duas crianças mortas no ritual sejam argentinas. Um dos acusados teria raptado as crianças argentinas, que seriam irmãs, em troca de um caminhão roubado.
O crime ocorreu em setembro do ano passado. Os corpos das crianças foram achados esquartejados. Algumas partes estavam faltando e só foram localizadas dias depois. Foram realizados exames de DNA, mas não conseguiram a identificação.

Foto: Divulgação Polícia Civil

tags

0 comentários:

Postar um comentário