terça-feira, janeiro 09, 2024

Prefeitura de Jacobina organiza velório coletivo de vítimas de acidente entre caminhão e ônibus

A Prefeitura de Jacobina, cidade do norte da Bahia, anunciou que iniciou a organização de um velório coletivo após 25 pessoas morrerem e sete ficarem feridas em uma batida entre um ônibus de turismo e um caminhão. A gestão municipal também decretou luto oficial de sete dias.

Em nota, a Prefeitura de Jacobina lamentou o acidente e informou que o velório será realizado no ginásio de esportes municipal. Ainda não há previsão de data e horário.

Os corpos das vítimas foram levados para os Departamentos de Polícia Técnica (DPTs) das cidades de Jacobina, Euclides da Cunha, Juazeiro e Senhor do Bonfim.
A gestão municipal afirmou ainda que também atua para agilizar a liberação e transferência dos corpos para Jacobina.

As 25 vítimas que morreram são: 23 passageiros do ônibus de passeio e quatro pessoas que estavam no caminhão. 24 delas morreram no local do acidente e uma após ser levado para um hospital da região.

Os passageiros do ônibus moravam em Jacobina e viajaram na noite do sábado (6) para a praia de Guarajuba, distrito turístico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, e retornaram para o município na noite de domingo.
Ainda não há informações sobre o que causou a batida. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a pista, que foi interditada, foi liberada por volta das 8h desta segunda-feira (8).

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) informou que o ônibus estava regular e o motorista também estava com o cadastro em dia.

Em nota, a empresa Naldo Turismo, responsável pelo ônibus, lamentou o acidente, se solidarizou com a família das vítimas e disse que tem ajudado a Prefeitura de Jacobina a agilizar a liberação dos corpos e translado para o município.


Em sessão realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o governador do estado, Jerônimo rodrigues, contou que o Governo não mediu esforços para tentar salvar vidas, encaminhar viaturas e encontrar vagas em hospitais.

“Lamentável. Meus sentimentos às famílias que perderam os seus entes queridos”, disse.

‘Situação de guerra’
O coordenador da Brigada Anjos Jacuipenses, Lucival Souza, que atuou no resgate das vítimas, contou que as equipes só saíram do local do acidente após fazer varredura em toda área de matagal próxima do acidente. Uma gestante foi encontrada morta embaixo do caminhão.


“Foi uma situação de guerra, uma situação muito feia. A gente teve que colocar ali 24 pessoas mortas, um ao lado da outra, e cobrir. Foi muito triste para a gente que atua no resgate, a gente sempre vai na intenção de pegar as pessoas machucadas, doentes, e levar para o hospital”, lamentou.

A 25ª pessoa morta no acidente chegou a ser socorrida para um hospital, mas morreu na unidade de saúde, na cidade de Nova Fátima.
Quando a gente chega no local e encontra óbito, a gente fica destruído. Principalmente por se tratar de pessoas do bem, né? Pessoas que estavam ali passeando, grávidas, adolescentes, crianças, pessoas do bem”.

Dinâmica do acidente
👉 Os veículos bateram de frente;

👉 A PRF acredita que um dos motoristas tentou uma ultrapassagem indevida, mas uma perícia será para confirmar a causa do acidente;

👉 24 pessoas morreram no local do acidente;

👉 Uma pessoa morreu em uma unidade de saúde da região;

👉 Sete pessoas foram atendidas em unidades de saúde da região. Até por volta das 12h40, duas delas tinha recebido alta hospitalar e outras cinco seguiam internadas.

👉 Quatro das vítimas foram transferidas para hospitais de Salvador e Feira de Santana. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas.

1 vítima segue internada no hospital de Nova Fátima;
1 vítima para o Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana;
1 vítima para o Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana;
1 vítima para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador;
1 vítima para o Hospital do Subúrbio, em Salvador
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“SAI DAÍ, MULHER”: Pau quebra no Nordeste de Amaralina e deixa moradores tensos

“Sai daí mulher”, gritou uma cidadã para a vizinha, que ficou no meio do fogo cruzado, na manhã desta terça-feira (16/07), no ba...