sexta-feira, fevereiro 02, 2024

Homem é condenado a 35 anos de prisão por asfixiar namorada

O Tribunal do Júri de Ceilândia, Distrito Federal, proferiu uma sentença de 35 anos de prisão em regime fechado para Eduardo Regis da Cruz, condenado pelo feminicídio de Luciana Gomes da Costa, de 35 anos.
O crime ocorreu em agosto de 2022, no Sol Nascente. O júri acatou as qualificadoras propostas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), incluindo feminicídio por motivo fútil, mediante asfixia, e na presença dos descendentes da vítima.


O crime:  

Na manhã de 10 de agosto de 2022, Eduardo, após uma discussão motivada por um chocolate e uma quantia em dinheiro, agrediu Luciana, com quem mantinha um relacionamento de três meses. 

O crime ocorreu na presença das duas filhas pequenas de Luciana, de dois anos de idade, que compartilhavam a residência com o casal. O réu estrangulou a vítima no quarto, simulando depois uma invasão para despistar vizinhos.
Apesar dos esforços dos vizinhos em socorrer Luciana, ela foi encontrada desfalecida e com sinais de estrangulamento. A equipe do Corpo de Bombeiros, ao chegar no local, confirmou a ausência de sinais vitais. Eduardo foi preso em flagrante pelo feminicídio.
 A informação é do portal Metrópoles. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Homem é vitima de homicídio no Anel de Contorno após ser atropelado

Um homem ainda não identificado foi morto no final da tarde desta sexta-feira (19), por volta das 17h30, na Avenida Eduardo Froe...