sábado, fevereiro 03, 2024

PM morre após ser baleado no rosto durante operação por morte de colega há oito dias

Um policial militar morreu após ser baleado no rosto, durante patrulhamento, na madrugada deste sábado (3), em Santos, no litoral de São Paulo. Wesley Cosmo fazia parte da equipe de Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) e atuação na Operação Escudo para prender os suspeitos de participarem da morte de outro militar, no dia 26 de janeiro.

Na manhã deste sábado, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), chegou a informar que o policial estava em estado grave. Em seguida, ele fez uma publicação, em seu perfil oficial do X (antigo Twitter), confirmando a morte e lamentando o ocorrido.
Com muito pesar, recebi há pouco a notícia da morte do Soldado PM Samuel Wesley Cosmo, vítima da ação de criminosos durante patrulhamento em Santos. Identificaremos e prenderemos os responsáveis por atacar nossa polícia. Minha solidariedade a todos os familiares e amigos de Samuel", postou.
Primeira morte
O policial Marcelo Augusto da Silva foi morto no dia 26 de janeiro. Ele foi baleado na cabeça durante um assalto enquanto voltava para casa de moto no km 63 da Rodovia dos Imigrantes. De acordo com a corporação, não havia tiroteio ou incursões no momento em que o PM da Rota foi baleado.

A morte gerou a nova Operação Escudo, que chegou a prisão de dois suspeitos de envolvimento no ocorrido, na última quinta-feira (1º). Segundo a polícia, o efetivo de diversos batalhões, incluindo o Choque, se deslocou no início da noite de sexta-feira em direção à Baixada Santista, e em troca de tiros, Wesley Cosmo foi baleado. O militar chegou a ser socorrido, mas não resistiu
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BDM x CV: principais facções da Bahia voltam a se enfrentar no Curuzu neste domingo (14)

As duas principais facções do estado da Bahia voltaram a se enfrentar na madrugada deste domingo (14), no Curuzu. Moradores mand...