sexta-feira, março 08, 2024

Criança com síndrome de down e autismo é abusada sexualmente por professor em escola

Duas crianças foram abusadas sexualmente por um professor em uma escola particular localizada na cidade de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba (PR). Os casos aconteceram no banheiro do estabelecimento de ensino em novembro e dezembro de 2022 e janeiro de 2024.

O docente foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por estupro de vulnerável e armazenamento de pornografia infantil. No entanto, os nomes da escola e do professor não foram revelados.
Bnews
Bnews
Busca

Polícia
Criança com síndrome de down e autismo é abusada sexualmente por professor em escola
Elza Fiuxa/Agência Brasil
Além dela, outra criança foi abusada por docente; casos aconteceram entre 2022 e 2024 | Bnews - Divulgação Elza Fiuxa/Agência Brasil
Publicado em 08/03/2024, às 06h53 Cadastrado por Daniel Brito

COMPARTILHE:

FacebookTwitterWhatsApp
Duas crianças foram abusadas sexualmente por um professor em uma escola particular localizada na cidade de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba (PR). Os casos aconteceram no banheiro do estabelecimento de ensino em novembro e dezembro de 2022 e janeiro de 2024.

O docente foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por estupro de vulnerável e armazenamento de pornografia infantil. No entanto, os nomes da escola e do professor não foram revelados.

Reprodução Facebook
CRENTE?
BBB 24: Filho de pastor, Davi surge em fotos pregando na igreja aos 15 anos

Dinaldo Silva/BNews
POLÍTICA
EXCLUSIVO: Paulo Rangel revela como será seu mandato de conselheiro no TCM; confira

Segundo o MP-PR, o profissional aproveitava a autoridade do cargo para coagir as crianças a praticar atos libidinosos com ele. Os vídeos do abuso foram publicados na deep web - camada oculta da internet - e localizados pela polícia dos Estados Unidos, que notificou a polícia brasileira.
Uma das crianças abusadas, de acordo com reportagem do site g1, tinha autismo e síndrome de down. A mãe desabafou após ter descoberto o caso.

"É como se eu tivesse imposto uma bomba dentro da minha boca e me explodido. Eu saí sem rumo, sem direção. Eu estou juntando meus pedacinhos espalhados por todo lugar, com o apoio das pessoas, com oração, com a força que eu sinto ao olhar o meu filho e ver que ele precisa de mim, porque é destruidor, é cruel, é uma dor imensurável", disse.
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÓS-JOGO: Torcedor do Vitória é agredido próximo ao Barradão por torcedores do Palmeiras; saiba o que aconteceu

A Polícia Civil investiga a agressão sofrida por um torcedor do Vitória, identificado como Vanderley Leal de Jesus, espancado po...