sexta-feira, março 29, 2024

MARAGOGIPE: Acusada de envenenar família em Nagé deixa sistema prisional para aguardar julgamento em liberdade com uso de tornozeleira

A pedido do seu advogado, a mulher acusada de ter envenenado toda uma família no distrito de Nagé, em Maragogipe(BA), sai do sistema prisional para responder em liberdade sob uso de tornozeleira eletrônica.

Trata-se de pedido de prisão domiciliar formulado por Elisangela Almeida de Oliveira, devidamente qualificada nos autos, apresentado através do seu advogado constituído, alegando necessidade de tratamento médico que não é oferecido em ambiente prisional (ID 435500715). O Ministério Público se manifestou pelo deferimento do pedido (ID 435703872).

Na época, as vítimas, Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e as filhas dela Greisse Santos da Conceição, de 5 anos, e Rute Santos da Conceição, de 2 anos, foram envenenadas com um inseticida de uso agrícola. As três morreram em um intervalo de 15 dias. O único sobrevivente da casa foi o marido de Adriane e pai das crianças, identificado como Jeferson Brandão.

Informações do Blog Recôncavo no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SAPEAÇU: Município vai ter a segunda mulher candidata a Prefeita da história

O município de Sapeaçu vai ter mais um mulher candidata nas eleições municipais de 2024, figurando na chapa majoritária. A prim...