quinta-feira, abril 18, 2024

Motorista por aplicativo que fingiu morte para sobreviver relata momento de tensão

A motorista por aplicativo, de 46 anos, esfaqueada e assaltada, na madrugada da última terça-feira (16), na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), relatou qual estratégia usou para sobreviver. Após sair do bairro de Doron, na capital baiana, o destino da corrida seria o bairro Inocoop. 
Logo depois de passar pelo pedágio, o suspeito ordenou que ela seguisse para Estrada das Cascalheiras. Durante o trajeto, ela foi ordenada a ficar de joelho, quando recebeu os golpes. Para se livrar e maiores consequências, a vítima se fingiu de morta, mas o homem fugiu com o carro dela.
Ele é conhecido na cidade de Camaçari e precisa pagar pelo que fez. Só me deixou porque me fingi de morta", pontuou ela, em um trecho do vídeo enviado à TV Bahia.

A mulher, que não teve a identidade revelada, segue internada no Hospital de Camaçari, após ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O detalhe é que ela não tinha costume de dirigir no período da noite, porém já tinha feito outras viagens para esse mesmo indivíduo. 
O homem está foragido, e a 26ª Delegacia Territorial de Abrantes investiga o caso como tentativa de latrocínio. Alguns depoimentos já foram colhidos.

Detalhes
Tanto o carro quanto a faca usada no crime foram encontrados ainda na terça, pela Polícia Militar, na Rua Itacimirim.
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedreiro morre ao cair de estrutura de seis metros em Feira de Santana

Um homem morreu, neste sábado (18), após cair de uma altura de cerca de seis metros, enquanto realizava um serviço de pedreiro e...