quarta-feira, maio 08, 2024

Aluna é assaltada em estacionamento de universidade particular em Lauro de Freitas

Sair de casa ou do trabalho para estudar à noite costuma ser uma atividade que requer esforço e compromisso. No entanto, a dedicação de estudantes, por vezes, bate de frente com a insegurança pública, como os constantes assaltos. Foi o que aconteceu com uma universitária, na noite desta terça-feira (7), no campus da Unime, localizado em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).
Na saída do estacionamento perto da biblioteca, na sede da Avenida Luiz Tarquínio Pontes, a aluna teve o carro e o celular roubados após abordagem feita por dois suspeitos. Eles a liberaram próximo a um mercado na região.
Em relato ao BNews, um estudante mencionou que a insegurança preocupa quem frequent a faculdade, mesmo com a cobrança de taxas de pagamento para que os veículos sejam estacionados na parte interna. 

“Foi colocado lá o estacionamento, tá sendo cobrado e agora aconteceu esse roubo lá dentro da faculdade mesmo”, revelou.

Parte dos estudantes criaram uma petição online de modo a exigir uma mudança na segurança da Unime. O BNews procurou a universidade para saber mais informações sobre esta situação. A Polícia Civil da Bahia (PC-BA) também foi procurada para saber se houve registro da ocorrência.

De acordo com a corporação, que confirmou o roubo dentro da faculdade, "imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para identificar o autor do crime e recuperar os objetos roubados". O caso é investigado pela 23ª Delegacia Territorial (DT/Lauro de Freitas).

Segue a Nota da Faculdade 

“A Unime lamenta o fato ocorrido e informa que, o serviço de estacionamento é terceirizado, sendo a empresa responsável incumbida de cuidar da vigilância e segurança de toda e qualquer atividade explorada no espaço sublocado, inclusive pela contratação dos respectivos seguros. Sendo assim, em conformidade com o contrato, toda perda proveniente de furto ou roubo que os usuários venham a sofrer, cabe inteiramente à empresa prestadora do serviço. A instituição ressalta que, ao ter conhecimento dos fatos, acionou a Polícia local e a empresa proprietária do estacionamento a fim de conhecer evidências do ocorrido. A reitoria recebeu e ouviu a aluna em questão, se colocando à disposição para dar suporte e prestar esclarecimentos.”
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Policiais militares e suspeitos morrem em acidente durante perseguição

Quatro pessoas morreram em função de uma perseguição policial, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na madrugada d...