terça-feira, maio 07, 2024

Mãe diz que filha achada em SP com namorado após sumir três meses está 'irreconhecível'

A adolescente do Paraná que estava desaparecida há aproximadamente três meses e foi encontrada em Peruíbe, no litoral de São Paulo, reencontrou a mãe nesta segunda-feira (6). Conforme apurado pelo g1, a jovem de 16 anos estava acolhida em um abrigo desde que foi localizada pela Polícia Civil.
Moradora de Piraquara (PR), ela sumiu no dia 1º de fevereiro. A mãe, Lucieli Gil da Luz, registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento e a Polícia Civil passou a investigar o caso.

As apurações policiais deram conta de que a jovem havia fugido do Paraná para o litoral paulista com o namorado de 19 anos. Ela foi encontrada em Peruíbe saindo de uma agência bancária.

Lucieli contou ter pegado o ônibus para reencontrar a filha na madrugada desta segunda-feira (6) e chegou em Peruíbe no início da manhã. "Com certeza foi um alívio [encontrá-la]”, disse a mãe, em entrevista ao g1 nesta segunda-feira (6).

Apesar da felicidade de ver a filha, Lucieli revelou estar preocupada com o bem-estar da adolescente, pois ela estava vivendo em situação de rua e passou dificuldades.
“A situação em que ela está é bem feia. Ela está irreconhecível do que era antes, mas, se Deus quiser, tudo vai se ajeitar”, lamentou a mãe.
Luciele disse ainda não ter tido tempo de conversar com a filha para saber os motivos da fuga e nem como ela viajou por mais de 300 km. Agora, segundo ela, objetivo principal da família é cuidar da menina e levá-la em segurança de volta a Piraquara. Elas devem viajar ainda na tarde desta segunda.

Em nota, a Prefeitura de Peruíbe informou que a equipe do Conselho Tutelar atuou dentro das suas atribuições e encaminhou a adolescente ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que a acolheu institucionalmente em casa de passagem para ser entregue para a genitora.

“Segundo o Creas, como o processo envolve uma menor, está em segredo de justiça, mas já foram realizadas as tratativas pelos serviços competentes, para garantia de direitos e segurança da adolescente”.

Relembre o caso
A adolescente de 16 anos foi encontrada saindo de uma agência bancária com o namorado, de 19. Segundo apurado pelo g1 junto à Polícia Civil, ela estava debilitada e sem acesso à higiene pessoal.
Ela foi localizada após as investigações apontarem que a menina tinha fugido com o namorado para Peruíbe. Segundo a autoridade policial, a menina fugiu por vontade própria e não foi chantageada pelo homem.

A equipe da Delegacia Sede de Peruíbe foi acionada pela Polícia Civil do Paraná e descobriram que o casal tentaria sacar dinheiro para se manter na cidade do litoral paulista. Eles foram encontrados saindo da agência bancária, no bairro Centro, na segunda-feira (29).

De acordo com a Polícia Civil, a menina estava debilitada e aparentemente sem boas condições de higiene. O Conselho Tutelar foi acionado para entregar a adolescente de volta à família.

Foi crime?
O advogado Thyago Garcia explicou ao g1 que antes dos 14 anos a lei prevê que a pessoa não tem capacidade de consentimento. "Depois dessa idade, só há crime se houver obrigação por parte de outra pessoa, como troca de relações por dinheiro ou outro tipo de exploração", explicou o especialista.

Neste caso, de acordo com Thyago, só será considerado um crime se houver uma outra ação que não seja a diferença de idade. Por exemplo, o homem poderia ser punido se tivesse usado chantagem ou ameaças para fazer com que a adolescente fugisse de casa.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CAIU NO RODO: vítima reage e mata bandido que estava assaltando em Piatã nesta terça (21)

O bandido estava em uma motocicleta praticando assaltos em Colina de Piatã na manhã desta terça-feira (21). De acordo com as pri...