quinta-feira, maio 16, 2024

PM suspeito de assassinar dois jovens em 2020 se entrega à polícia

Suspeito de envolvimento na morte de dois jovens em Belford Roxo, na Baixada Fluminende, o policial militar Jorge Luiz Custódio da Costa se entregou, na noite de quarta-feira (16), à polícia. O crime aconteceu em dezembro de 2020, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (RJ).
Bnews
Bnews
Busca

Polícia
PM suspeito de assassinar dois jovens em 2020 se entrega à polícia
Reprodução/vídeo
Outro PM suspeito do mesmo crime foi preso em operação | Bnews - Divulgação Reprodução/vídeo
Publicado em 16/05/2024, às 12h52 Cadastrado por Sanny Santana

COMPARTILHE:

FacebookTwitterWhatsApp
Suspeito de envolvimento na morte de dois jovens em Belford Roxo, na Baixada Fluminende, o policial militar Jorge Luiz Custódio da Costa se entregou, na noite de quarta-feira (16), à polícia. O crime aconteceu em dezembro de 2020, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (RJ).

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Jorge tinha um mandado de prisão preventiva em aberto e ainda responde pelo crime. Também foi alvo de mandado o PM Julio Cesar Ferreira dos Santos, que é suspeito de envolvimento no mesmo caso, e que foi preso durante uma operação realizada na terça-feira (14).

Jorge Luiz se apresentou às 23h no 39º BPM (Belford Roxo). O mandado foi expedido, na terça-feira (14), pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Belford Roxo.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça junto às Varas Criminais de Belford Roxo, requereu a pronúncia dos dois réus no caso dos homicídios. Caso o juiz defira o pedido, o processo será encaminhado para julgamento.

Prisão de Julio Cesar

O outro PM foi preso em uma operação que mirava policiais suspeitos de extorsões a comerciantes e mototaxistas. O agente faz parte do grupo que é investigado por uma série de delitos, incluindo o desvio e a venda de drogas apreendidas em ações policiais.

Julio é acusado ainda de, em 2020, junto a Jorge Luiz, abordar Edson Arguinez Junior, de 20 anos, e Jordan Luiz Natividade, de 18, que estavam a bordo de uma motocicleta. Os agentes efetuaram disparos contra os jovens, que, conforme o MPRJ, estavam com "simulacro ou uma pistola".

Edson e Jordan foram algemados e colocados em viatura. Os corpos foram encontrados em área de mata, na comunidade do Babi, em Belford Roco. O local é controlado pela milícia.

O caso levou os policiais a serem presos em flagrante. À época, Julio Cesar autorizou o acesso a seu aparelho celular, "onde foram encontradas diversas mensagens que comprovaram o vínculo criminoso dele com outros 13 policiais do 39º Batalhão, o que motivou a deflagração da Operação Patrinus", diz um trecho da nota do MPRJ, responsável pela ação na última terça-feira.

Ainda segundo o órgão, a análise do material no aparelho levou à descoberta dos crimes de organização criminosa, corrupção e peculato por policiais militares do Setor Alfa do 39º BPM, e o vínculo de Julio Cesar e Jorge Luiz com a liderança da milícia de Belford Roxo.

A partir do material e das investigações, o Juiz Luis Gustavo Vasques, titular da 1ª Vara Criminal de Belford Roxo, decretou a prisão preventiva dos réus.
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedreiro morre ao cair de estrutura de seis metros em Feira de Santana

Um homem morreu, neste sábado (18), após cair de uma altura de cerca de seis metros, enquanto realizava um serviço de pedreiro e...