sábado, junho 08, 2024

FEMINICÍDIO: Engenheiro que matou jornalista no Réveillon de Porto Seguro é condenado a 27 anos de prisão

O engenheiro Reges Amauri Krucinski foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato da esposa, a jornalista Juliana Krucinski, que aconteceu na noite do réveillon de dia 31 de dezembro de 2021, em Porto Seguro. A decisão foi divulgada pela Justiça baiana na sexta-feira (07/06).

Krucinski foi atingida três tiros na cabeça e no tórax. Na época do crime, os vizinhos do casal relataram que escutaram quatro tiros após uma discussão, que aconteceu minutos antes da virada do ano. Policiais militares estiveram no local e encontraram Reges ainda ensanguentado.

O assassino tem registro de posse de arma concedido pela Polícia Federal. Ele era atirador esportivo e colecionador de armas. Foram apreendidos na residência ma pistola 380, um revólver 357, uma espingarda 12 e mais de 160 munições de diferentes calibres foram encontrados na casa do casal.

O engenheiro chegou a tentar tirar a própria vida na delegacia, mas não conseguiu.
F. IB 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão de taxista morto após briga por vaga detalha ocorrido: "Tirou a vida de um pai de família"

Os cidadãos que passavam pelas proximidades do Itaigara, em Salvador, presenciaram uma verdadeira cena de terror, após presencia...