sábado, junho 08, 2024

Homem suspeito de chefiar maior milícia do RJ é morto pela polícia

O miliciano Rui Paulo Gonçalves Estevão, vulgo 'Pipito', de 33 anos, apontado como chefe da maior milícia do Rio de Janeiro, morreu após uma troca de tiros com a polícia na noite desta sexta-feira (7), na favela do Rodo, em Santa Cruz, na Zona Oeste da capital fluminense. As informações são do g1.

Pipito, apontado como substituto de Luiz Antônio da Silva Braga, o Zinho, foi baleado após reagir e atirar contra agentesa. Ele chegou a ser levado para um hospital da região, mas chegou ao local sem vida. Além dele, dois suspeitos de atuar como "seguranças" da milícia ficaram feridos. 
Ele tinha ao menos dois mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Rio. Um deles, expedido em outubro do ano passado, aponta Pipito como um dos responsáveis pela execução de um homem, que teve o corpo carbonziado e ainda não foi localizado.
Após a morte do miliciano, três ônibus foram sequestrados e utilizados como como barricadas na Avenida Antares, no bairro Santa Cruz. Um dos veículos foi incendiado.
F. Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão de taxista morto após briga por vaga detalha ocorrido: "Tirou a vida de um pai de família"

Os cidadãos que passavam pelas proximidades do Itaigara, em Salvador, presenciaram uma verdadeira cena de terror, após presencia...