sábado, junho 08, 2024

Homem vai até a delegacia, diz que matou o amigo e alega que ouviu vozes

Um pintor de imóveis, de 53 anos, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (7), no interior de um imóvel localizado na avenida Adenil Falcão, no bairro Brasília, em Feira de Santana. A vítima foi identificada como Edinaldo Coelho Silva e sofreu esganadura.

Curiosamente, um homem de prenome Alberto foi até o Complexo Policial Investigador Bandeira, no conjunto Jomafa, com marcas de sangue na roupa, e contou que matou o amigo durante uma luta corporal. Policiais acompanharam o homem até o imóvel indicado e encontraram o pintor, sem vida, em um sofá, confirmando o estrangulamento.

Em entrevista ao repórter Marcos Valentim, do site Boca de Zero Nove, Alberto alegou que ouviu vozes e que “iria para o céu se matasse o amigo”. “Jesus veio até a mim, falou comigo que para eu ir para o céu, eu tinha que matar meu melhor amigo”, disse.

Sem demonstrar arrependimento, o homem contou que cometeu o crime após uma discussão, mas não revelou o motivo. “Mandei ele botar a base, se levantar. Matei ele enforcado. A gente começou a brigar dentro de casa e aí eu matei ele”, revelou.

Questionado se não se arrependia de ter matado o amigo, Alberto disse que não, pois estava cumprindo ordens. “Se foi Jesus que mandou, vou me preocupar por quê? E completou: “você tem que se entregar e tirar sua cadeia, depois disso, você vai morrer e vai vir direto pro céu”, se referindo a voz que teria ouvido.

Ele informou que dividia o imóvel com o amigo e que vive do benefício do Bolsa Família.

O delegado Alisson de Carvalho presidiu o levantamento cadavérico e a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o crime.

Blog Central de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Motorista de van perde controle da direção e sobe a calçada em Cruz das Almas

Na tarde desta terça-feira, 11, o motorista de uma van de transporte alternativo perdeu o controle da direção e subiu a calçada,...