sexta-feira, 14 de julho de 2017

Homem que atirou em PM após descobrir traição se entrega à polícia



Acusado de atirar contra o policial militar Ruan Veber Sena, de 29 anos, na noite de segunda-feira (10), na Soledade, o conselheiro tutelar Eric Damasceno dos Santos, 36 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (13) por agentes do SI da 2ª Delegacia Territorial (DT/Liberdade). Segundo a polícia, ele se entregou. 
Eric estava foragido desde o dia do atentado, motivado pela descoberta de uma relação extraconjugal da esposa, a doméstica Claudiane de Jesus Santos, 30. A prisão temporária de Eric foi decretada pela Justiça na manhã de quarta-feira (12). 
O CASO - Segundo a ocorrência registrada na 2ªDT, a doméstica mantinha um caso extraconjugal com o PM há 4 anos. 
A traição foi descoberta após a mulher ser flagrada no carro do policial, em frente a casa onde o casal residia, na Soledade. Ao flagrar a mulher e o amante, o conselheiro tutelar ameaçou a companheira com uma faca. Ao tentar defender Claudiane, o PM perdeu a arma (uma pistola) para Eric, que efetuou os disparos. Ruan foi atingido no queixo e no tórax. Ele foi socorrido para o Hospital Ernesto Simões Filho, no Pau Miúdo, e não corre risco de morte. 
Em depoimento, a doméstica disse que iniciou a relação extraconjugal após o marido passar a lhe agredir. Ainda à polícia, ela afirmou não ter saído de casa por falta de condição financeira.  

Com informações do repórter Marcelo Castro, da Record TV Itapoan.

tags

0 comentários:

Postar um comentário