domingo, 13 de agosto de 2017

Visão 24 por 72: X9 revela grupo de zap que ajuda traficantes e elogia operação no Engenho da Federação. Entrevista!



Neste sábado (12/08), um dia após a megaoperação no Engenho Velho da Federação realizada por policiais do Patamo (Patrulhamento Tático Móvel), unidade recém-lançada pelo governador Rui Costa (PT), o Informe Baiano esteve no bairro e conseguiu conversar com alguns moradores, tanto da Baixa da Égua e da rua do Forno, onde a criminalidade é dominada pelo Comando da Paz (CP), como também da localidade da Lajinha, no qual o Bonde do Maluco (BDM) é a facção responsável pelo comércio de entorpecentes.
Um dos moradores concordou em revelar detalhes da atividade da bandidagem, diante do acordo de não ser identificado. Vamos chamá-lo de X9. Ele mesmo escolheu o apelido, pois disse que tem vários amigos na Polícia e sempre que tem alguma informação, liga para os “parceiros policiais”. Veja abaixo a conversa.
Informe Baiano – Eles estavam encurralando os moradores?
X9 – Não ‘cero’, eles são de boa, mas é aquela coisa… A gente não quer que nossos filhos sejam criados vendo isso, porque vai acabar entrando nesse submundo que é só sofrimento. O problema é que a maioria não pega a visão disso. Sacou?
IB – Porque não pega a visão?
X9 – ‘Cero’, as donas de casa aí mesmo participa do grupo da favela aí… O grupo véi do zap ‘Visão 24 por 72’, tá ligado? Toda favela tem o grupo. Quando a ‘Chocolate’(Rondesp) ou a Peto chegam, a galera dá a ideia pros caras. Grita logo no zap: ‘carro feio, carro feão’. Carro feão é a ‘Chocolate’, que é cabulosona, carro feio é viatura azul. Aí guarda as drogas nos blocos, nos tubos, até no lixo.
IB – Entendi… Mas eles recebem dinheiro do tráfico, é?
X9 – Não, véi. Todo mundo conhece os caras. Todos nascidos e criados aqui mesmo, no meio da gente. Os meninos também não são os demônios, não. Mas é aquela coisa, né? Sem oportunidade, entra no submundo e é daquele jeitão. Mata mesmo, morre mesmo. Se não tem nada a perder, véi. Eu mesmo não tô nessa aí sabe porque? Porque você mesmo sabe, dei o apoio federal pro vereador e o cara conseguiu o emprego. Hoje eu sou funcionário de ACM Neto, ‘cero’.
IB – Funcionário da Prefeitura…
X9 – É sim de verdade.
IB – E o comando aí do Forno quem é? No caso, Forno e Baixa da Égua é CP, né? Tudo dois? E Lajinha é BDM, tudo três?
X9 – Na Lajinha não tô ligado porque eu nem lá vou. Aqui (Forno e Baixa da Égua) eu sei que o magnata mesmo é Henrique. E Kekeu também. O barril mais é Henrique, que mata mesmo e quando chega o bagulho fica doido. Aí tem o gerente que é Pantera, esse aí é até brother. Respeita os moradores. Tem vários soldadinhos também, menino de 15, 16, até 14 anos… Tem um até que tem que meter o nome dele pra escaldar logo e a Patamo pegar ele. Aliás, a Patamo não que é muito educada. Tem que pegar ele é a ‘Chocolate’ ou o Peto que gosta de fazer nome. Um tal de Pedrita, dizendo ele que é gerente também. Mora lá na rua 14, mas fica na Baixa. Ele tem uma moto vermelha e anda com uma nove (pistola 9 mm) na cintura.
Informe Baiano

tags

0 comentários:

Postar um comentário