quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Acusado de assassinar homossexual a pedradas em Feira diz que foi estuprado pela vítima



Horas depois do assassinato um homem no interior de um apartamento localizado no Condomínio Parque Cajueiro, em Feira de Santana. Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), comandados pelo delegado André Ribeiro, já solucionaram o crime que resultou na prisão de Victor Cleyman Costa Pithon, 19 anos por latrocínio.
Valdemiro Alexandrino Santos Neto, 57 anos, foi assassinado com uma pedrada na tarde de terça-feira (5/9), mas o corpo só foi encontrado nesta quarta-feira (6/9), após um familiar tentar entrar em contato com ele e resolver verificar no imóvel.
RELACIONAMENTO
Na delegacia, Victor Cleyman contou que matinha um relacionamento homoafetivo com a vítima e alegou que resolveu se vingar após ser estuprado por Valdemiro.“Eu falei que ia convidar um amigo que era gay também e ele aceitou que o cara entrasse. Eu tive a ideia do crime depois que ele me estuprou. Eu era ativo e ele abusou de mim. Eu estava drogado, deitado na cama somente de cueca, aí ele se aproximou e me estuprou”, alegou o acusado.
De acordo com a polícia, o crime foi elucidado após um adolescente, amigo de Victor, também ser encaminhado à delegacia e revelar que o acusado já havia tentado matar o ex-amante, colocando chumbinho na comida da vítima. Ele revelou ainda que Victor o convidou para matar Valdemiro, mas não aceitou.
DEPOIMENTO CONTRADITÓRIO
De acordo com a polícia, após o depoimento do menor, Victor Cleyman assumiu o crime e ainda disse que contou com a ajuda de Luiz Antonio Silva Pauferro, 18, levando uma pedra até o apartamento para cometer o assassinato. Luiz mora na rua Rosa de Sharon, Jardim Sucupira, e está sendo procurado, diz a polícia.
Os acusados ainda roubaram a quantia de R$ 2.600 e fugiram com o carro da vítima, um HB20, encontrado abandonado no distrito de Maria Quitéria. Ainda de acordo com o delegado, o crime foi elucidado após a análise das câmeras do circuito interno do condomínio da vítima e informações da família sobre o relacionamento homoafetivo entre Valdemiro e Victor.

Fonte:Aratu Online

tags

0 comentários:

Postar um comentário