sexta-feira, 22 de setembro de 2017

DRAMA: Homem é baleado no centro de Simões Filho após sair para buscar esposa na Paróquia São Miguel



A história do motorista Elson dos Santos Silva, 40 anos, é chocante e triste. O homem, que costumava trabalhar, ir a igreja, cuidar do filho e da esposa, hoje vive o drama e a dor do sonho interrompido por causa da violência. Elson é uma das muitas pessoas vítimas da criminalidade que têm crescido de forma estrondosamente na cidade de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).
“Eu sou nascido e criado aqui em Simões Filho, nunca imaginaria que isso aconteceria comigo no centro da cidade”, afirmou.
Elson Silva, mora em uma casa simples, no bairro Eucalipto (Av. Paulo Solto), com esposa e filho de três anos. Católico assíduo, ele sempre frequenta às missas na Igreja Paroquia de São Miguel de Cotegipe, localizada na Praça Noêmia Meirelles – antiga Praça da Bandeira, no centro da cidade.
                   
Há 19 dias atrás, um domingo, exatamente no dia 03 de setembro de 2017, pouco mais das 21h, Elson aguardava sua esposa, a costureira Geane dos Santos Barbosa, 35 anos, que participava de um culto na Paroquia de São Miguel. “Eu estava muito feliz, tinha participado de uma entrevista de emprego e começaria a trabalhar no dia seguinte. Fiquei na Praça da Bandeira esperando minha esposa sair do culto. Eu estava falando no celular e nesta hora um carro preto com cinco homens armados se aproximou e anunciou o assalto”, lembra.
O motorista conta que inicialmente não percebeu que era um assalto, mas ao observar que outras pessoas estavam agitadas, resolveu correr. “Foi tudo muito rápido e inesperado, não deu nem para perceber que era um assalto, pela distração no momento. Quando eu vi de longe, eu fui correr. Eles atiraram e um disparo acertou minha coluna. Quando sentir o tiro eu cair e agonizei bastante, mas ainda tinha força para lutar pela minha vida”, revela. Elson foi socorrido imediatamente por conhecidos para o Hospital Municipal de Simões Filho, sendo transferido em seguida para o Hospital do Subúrbio, localizado na capital baiana
Elson continua com a bala alojada na coluna | Foto: Jerffeson Brandão/Simões Filho Online
Diante do desfecho trágico, Elson ainda não tem um diagnostico médico preciso. Ele ficou internado na unidade de saúde por três dias e teve alta médica com a bala ainda alojada na coluna. Sofrendo com as dores e sem os movimentos das pernas, o trabalhador está incapaz de promover o sustento da casa, o que tem causado dias difíceis para toda família.“Só fizeram uma drenagem, a bala continua alojada e o os médicos mandaram eu retornar no dia 26”, destaca.
Sem apoio da Secretaria da Municipal de Saúde do município, o motorista disse que teve apenas promessas de alguns vereadores que foram até a sua casa visitá-lo. “Alguns vereadores vieram aqui e só fizeram promessas. Até agora não me ajudaram em nada”, ressalta.
Como ajudar Elson
Elson tem a importante necessidade da doação de um colchão, medicamentos e uma cadeira de rodas. Alem disso, quem puder fazer doações de fraldas, materiais para curativos, alimentos, ou até mesmo alguma quantia em dinheiro será muito bem vinda. As doações podem ser entregues a congregação da Igreja Paróquia São Miguel de Cotegipe. Quem desejar contribuir poderá procurar diretamente a secretaria da igreja.
Aratu Online

tags

0 comentários:

Postar um comentário