domingo, 26 de novembro de 2017

Cacá Leão afirma que quem apostar na briga dele com João Leão perderá



A disputa pelas vagas nas chapas majoritárias de 2018 está acirrada na Bahia e um grupo de deputados dos partidos Progressistas e da República buscam espaço para emplacar o também deputado federal Ronaldo Carletto – atualmente no PP – como candidato ao Senado. 
Neste sentido o terreno da imprensa vem sendo semeado por diversas fontes que no disse-me-disse simulam movimentações no tabuleiro do xadrez. As mais novas “ameaças” de remanejamento colocam o deputado federal Cacá Leão (PP) filho do vice-governador João Leão (PP) como pivô de uma disputa interna para levar o partido para o campo político capitaneado pelo prefeito de Salvador ACM Neto (DEM).
Cacá é taxativo ao afirmar que quem aposta na “briga” política entre ele e o pai vai perder. “A única certeza que temos no PP é que se o governador Rui Costa tem a prerrogativa de disputar a reeleição, Leão também tem. O resto é especulação pura e simples”.
Circulou nos bastidores de Brasília que deputado federais do “time” de Neto assediaram Cacá para coloca-lo como candidato a vice-governador na chapa do prefeito de Salvador. O pepista nega tal ensaio e afirma que “Neto nem se quer confirmou a candidatura”.
O fato é que alguns deputados do PP e do PR se reuniram em Guanambi na última sexta-feira (24) e o vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luiz Augusto do PP, deixou claro que eles querem duas vagas devido a densidade eleitoral.
"Estamos conversando para formar um grupo grande. Inclusive, o PP pode ficar junto nesse grupo. Não precisa necessariamente deixar o PP para ficar no mesmo projeto. A gente quer unir um grupo de deputados grandes. Leão pelo PP e Ronaldo pelo PR ou outro partido como o Pros", apontou o pepista em convers no município de Guanambi Bocao News

tags

0 comentários:

Postar um comentário