sábado, 6 de janeiro de 2018

SIMÕES FILHO: Arrastão termina em perseguição policial, troca de tiros e um morto em Simões Filho



O clima foi de tensão e apreensão absoluta nesta sexta-feira (05/01), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Um arrastão terminou em perseguição policial, intensa troca de tiros e um suspeito morto por volta das 23h00.
De acordo com informações da assessoria de comunicação do Comando de Policiamento Regional da Região Metropolitana (CPRMS), quatro homens fortemente armados realizaram um arrastão no Bairro Cia 1. Equipes da Rondesp – RMS foram acionadas por moradores da comunidade e flagraram o momento em que os criminosos estavam em um carro modelo Toyota Etios, próximo a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do CIA, tentando roubar um outro veículo mais potente, modelo Ford Ecosport, que poderia facilitar na fuga do bando.
Após a realização dos procedimentos de ordem de parada, os PMs deram a voz prisão aos suspeitos. Foi nesse momento que o tiroteio começou. A quadrilha desembarcou do veículo e empreendeu fuga, efetuando disparos contra as guarnições. Os agentes revidaram visando conter a ação criminosa. Houve perseguição em um trecho da Elmo Serejo Farias. Os suspeitos adentraram em uma rua transversal e subiram na laje de uma residência abandonada, trecho em que persistiram os disparos contra as equipes policiais.
Ainda de acordo com a PM, o reforço foi solicitado e viaturas cercaram as imediações do bairro. Com isso, os policiais seguiram em frente para localizar os suspeitos. Eles tentaram esconder-se em meio as residências, mas um deles terminou ferido e morreu pouco depois de ser encaminhado para o Hospital Municipal de Simões Filho – HMSF.
A polícia também apreendeu a arma usada pelo homem, um revólver da marca Rossi, calibre 357, com munições deflagradas, além do carro que os criminosos usaram na ação.
Os outros três suspeitos não foram encontrados e o caso será investigado. Nenhum policial ficou ferido.
Por meio das redes sociais, quem mora no bairro diz ter ouvido o barulho dos disparos. Conforme relatos, os suspeitos haviam cometido vários assaltos na comunidade causando um verdadeiro pânico. “Foram muitos tiros. Eu estava dormindo e acordei com o barulho dos disparos”, conta uma moradora que prefere não se identificar.

tags

0 comentários:

Postar um comentário